Header Ads

Com 19 equipes, Campeonato Amazonense de Handebol Cadete e Júnior iniciam na quinta-feira (31)


Na próxima quinta-feira (31) é a vez do futuro do handebol do Amazonas entrar em quadra, novamente, mas desta vez de forma oficial. Depois da Taça Cidade de Manaus, que abriu a temporada das categorias de base, em um torneio que serviu de aquecimento, as 19 equipes, masculina e feminina, cadete e júnior, vão brigar pelo título do Campeonato Amazonense 2018. Como todo o ano, o troféu da temporada leva o nome da família Monteiro de Paula, pioneiros da modalidade no Estado.

A competição, organizada pela Liga de Handebol do Amazonas (Liham), recebe apoio do Governo do Amazonas (Sejel e Seduc), Meca Comunicação Visual e Plano 7 Comunicação e Produção Audiovisual.

“Teremos um mês e meio de competições. Para a categoria júnior é muito importante, tendo em vista que muitos deles já jogam o adulto. Na categoria cadete vamos ter os nossos atletas, tanto no masculino e feminino, surgindo para a modalidade. Muitos são novatos e acreditamos que teremos uma boa safra atletas”, comentou o presidente da Liham, Auricélio Andrade.

Jogos de abertura
O primeiro duelo de abertura será na categoria cadete. A partir das 15h20, no ginásio Renné Monteiro, na Chapada, Zona Centro-Sul, o Handebol Clube Manaus (HCM) enfrenta a Associação Atlético Amazonas.

No segundo e terceiro jogo, ambos pela categoria júnior, a Associação Atlética Amazonas volta à quadra para enfrentar o Zezão, às 16h30. Na última partida do dia, a Atlética UniNilton Lins - campeã em 2017 - encara a ASH Mauazinho, a partir das 18h30.

“Estamos treinando visando o júnior, como, também, o regional universitário que acontece em Belém. Estamos com um elenco bom, novo e que falta amadurecer. Mas com cautela vamos tentar o bicampeonato”, disse o experiente treinador da UniNilton Lins, José Carlos.

Lobos querem espaço
Considerado a mais nova potência no handebol local, a equipe do Columbia E.C vai para a sua primeira disputa na categoria júnior. Com menos de dois anos de fundação, o clube recentemente ficou com o título da Taça Laércio Miranda adulto, e a comissão técnica adotou um ‘tom mais humilde’ para a disputa do júnior.

“Nossa equipe vem para iniciar o projeto nas categorias de base e ganhar ritmo de jogo. Temos jogadores que fazem parte da equipe adulta e com essa força queremos ir para a segunda fase, e quem sabe beliscar uma medalha. Se avançarmos para segunda fase já estou satisfeito”, comentou o técnico e dono do Lobo do Amazonas, Amilton Columbia.

Equipes na disputa
Com 35 dias de jogos, a competição vai contar com cinco equipes na categoria cadete, naipe feminino: A.E Manacapuru, Novo Airão, Isaías Vasconcelos e Rio Negro. No masculino, seis equipes prometem fazer uma disputa empolgante: Escola Municipal Jorge Resende, HCM, Novo Airão, A.E Manacapuru, Isaías Vasconcelos e a Associação Atlético Amazonas.

Na categoria júnior, a disputa vai contar com nove equipes, divididos em duas chaves, somente no naipe masculino. Na Chave A, Atlética UniNilton Lins, HCM, ASH Mauazinho e Colúmbia E.C brigam por duas vagas na fase seguinte. Pela Chave B, A.E Manacapuru, Zezão, Isaías Vasconcelos, Hopeful H.C e Associação Atlético Amazonas travam os duelos pelas duas vagas restantes.



Foto: Anderson Sila/Plano 7/Liham

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.