Header Ads

Temer anuncia 5 medidas para encerrar paralisação de caminhoneiros


O presidente Michel Temer anunciou na noite deste domingo (28) uma série de medidas para tentar colocar fim à paralisação de caminhoneiros de todo o Brasil.

O preço do óleo diesel terá redução de R$ 0,46 por 60 dias. A queda corresponde aos valores do Pis/Cofins e da Cide somados. "Para chegar a esses R$ 0,46, o governo está assumindo sacrifícios no orçamento e, naturalmente, honrará essa diferença de custo, sem nenhum prejuízo para a Petrobrás", anunciou o presidente.
  • Após 60 dias, só haverá reajustes mensais. "Assim, cada caminhoneiro poderá planejear melhor seus custos e o valor do frete. É a chamada previsibilidade."
  • Isenção da cobrança do eixo suspenso nos pedágios das rodovias federais, estaduais e municipais.
  • 30% dos fretes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) ficarão a cargo de caminhoneiros autônomos;
  • Estabelecimento de uma tabela mínima de frete, conforme prevista no projeto de lei 121, que está em análise no Senado.
"Gostaria de reforçar que as medidas negociadas e assinadas pelos ministros e pelas lideranças seguem valendo. Entre elas, apenas para citar uma, está o acordo de que não haverá reoneração da folha de pagamento do setor de transporte rodoviário de carga", disse Temer.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.