Conectando o Amazonas

Comando do 9° Distrito Naval oferece curso de Capitão Fluvial para aquaviários


No dia 11 de julho de 2018, no Centro Técnico de Formação de Fluviários da Amazônia Ocidental (CTFFAO), aconteceu a aula inaugural do Curso Especial de Acesso a Capitão Fluvial (EACF), oferecido pela primeira vez em Manaus pela Marinha do Brasil. O curso contribuirá para o desenvolvimento econômico e social da região, bem como para a segurança da navegação, entre outros propósitos.

Na região norte do país, até então, o Curso só era realizado pela Marinha no Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), em Belém.

O CTFFAO, localizado na Rua Marquês de Santa Cruz, nº 264, Centro de Manaus, pertence à Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental (CFAOC), Organização Militar da Marinha do Brasil responsável pela formação de aquaviários, entre outras atribuições. O curso será realizado por meio do Programa do Ensino Profissional Marítimo e tem como objetivo ascender os Pilotos Fluviais a Capitães Fluviais para conduzirem embarcações maiores que 3.000 AB (Arqueação Bruta), assim como os comboios que atinjam a referida AB, muito comuns no transporte de grãos escoados do Centro-Oeste por via fluvial utilizando a calha do Rio Madeira (Arco Norte). Com esta formação, o CTFFAO passa a atender de forma plena a capacitação em toda trajetória formativa do Grupo Fluviário do Setor de Convés.

O curso contará, ainda, com as técnicas adotadas na navegação fluvial, por meio de aulas teóricas e práticas no simulador de passadiço para operar os instrumentos eletrônicos.

A aula inaugural contou com a presença do Diretor Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, do Comandante do 9° Distrito Naval, Vice-Almirante Carlos Alberto Matias, e do Capitão de Mar e Guerra Welliton Lopes dos Santos, Capitão dos Portos da Amazônia Ocidental.

Saiba Mais:
Em 2016, o CTFFAO iniciou um estudo para a implementação do Curso Especial de Acesso a Capitão Fluvial devido ao crescimento do volume transportado de grãos escoados por meio fluvial no Rio Madeira, o aumento do tráfego de embarcações maior que 3.000 AB entre as cidades de Manaus-Belém, além da escassez desses profissionais na região.

Após uma visita técnica ao Centro de Instrução Braz de Aguiar (CIABA) foi iniciada a busca pela aquisição de um simulador compatível com os requisitos exigidos pelo currículo do curso e da adequação do espaço físico necessário para a instalação do mesmo.

O simulador de passadiço foi adquirido em 2017 e habilitará os alunos a exercerem as funções inerentes ao Capitão Fluvial, em embarcações empregadas nas bacias hidrográficas nacionais, de acordo com as Normas da Autoridade Marítima.


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes