Conectando o Amazonas

Casa do Idoso São Vicente de Paulo recebe as doações arrecadadas durante Simpósio Internacional de Diversidades Políticas e Ambientais

Mais de 300 quilos de alimentos não-perecíveis foram entregues na manhã desta sexta-feira (10) à direção da Casa do Idoso São Vicente de Paulo, que funciona no São Raimundo, zona Sul de Manaus, atendendo idosos em situação de vulnerabilidade social. Os alimentos, principalmente arroz, açúcar, macarrão, leite em pó, farinha e feijão, foram doados pelos participantes do Simpósio Internacional de Diversidades Políticas e Ambientais, realizado no dia 3 de agosto, no auditório do Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, prédio anexo ao edifício-sede do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), em Manaus.

O evento, uma realização do Instituto Gaviam, foi presidido pela desembargadora Socorro Guedes, em parceria com a Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Câmara Italiana, Prefeitura de Manaus e University Southeast Missouri (Semo-EUA). Contou ainda com o apoio de outras instituições como Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Fametro, Ifam, BIC, Santa Cláudia, Câmara Municipal de Manaus e Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Amazonas (OAB-AM).

O simpósio reuniu em torno de 400 participantes que acompanharam os debates relacionados à Justiça Ambiental, Direito e Sociedade, Educação, Quinto Constitucional, Empoderamento da Mulher, Direito Eleitoral, Povos Indígenas, Crime Ambiental e Comunicação Ética na Era Digital.

Na entrega das doações nesta sexta-feira, a desembargadora Socorro Guedes destacou o espírito solidário e a necessidade de o cidadão procurar ajudar entidades que trabalham com o acolhimento institucional. A presidente do Instituto Gaviam, Suzy Arruda, também compareceu à entrega dos alimentos.

Casa do Idoso
A Casa do Idoso São Vicente de Paulo surgiu em 1950 na capital amazonense e somente no bairro de São Raimundo está há 38 anos. Atende hoje 26 idosos. O residente mais velho possui 103 anos – um homem, nascido em fevereiro de 1915. A maioria dos idosos atendidos pela entidade está com mais de 80 anos de idade. Alguns deles foram encaminhados pelo Ministério Público após denúncia de abandono ou violência.

De acordo com a coordenadora de projetos da instituição, Débora Galli, o acolhimento institucional é uma medida excepcional. O ideal é que as famílias cuidem dos seus idosos com respeito, dignidade e amor, conforme preconiza o Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003). “Muitos parentes abandonam seus idosos. Já verificamos que os que ficam mais deprimidos na instituição são justamente os que têm família. A sociedade precisa se conscientizar que um dia irá envelhecer e as pessoas devem tentar compreender o processo do envelhecimento e se preparar para isso”, comentou Débora.

A instituição sobrevive principalmente com doações. A casa trabalha com uma equipe de atenção integral ao idoso, formada por profissionais de Psicologia, Serviço Social, Nutrição, Enfermagem, Fisioterapia e Fonoaudiologia. Entre as maiores necessidades dos residentes está o atendimento médico – a casa hoje possui um médico, que atua de forma voluntária com visitas programadas.

As pessoas interessadas no trabalho da instituição podem obter informações por meio do telefone (92) 3625-7569; o endereço é rua Jerônimo Ribeiro, 14, São Raimundo, e o email é: casadoidoso.svp@hotmail.com.



Fotos: Acyane do Valle | ESMAM


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes