Conectando o Amazonas

Merkel garante que crise migratória não se repetirá na Europa

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou, nesta quinta-feira (30), na sua visita ao Gana, que a crise migratória que assola a Europa chegou "de repente", mas garantiu que a má preparação antes da chegada dos refugiados não se repetirá. A declaração foi dada após uma reunião com o presidente Ganês, Nana Akufo-Addo.

"A Europa tem de se encarregar do problema da migração e de lutar contra aqueles que usam o dinheiro para fins criminais", disse, em uma conferência de imprensa conjunta com Akufo-Addo, na capital ganesa, Acra. "Temos de criar uma situação mutuamente benéfica", apontou a alemã.

A líder da Alemanha salientou o importante papel que o Gana desempenha na África Ocidental, e explicou que o país fará o que puder para melhorar as condições que obrigam as pessoas a se expor a viagens perigosas até a Europa.

Merkel destacou que ajudará, por meio de bolsas de estudos, os imigrantes legais ganeses na Alemanha. Por sua vez, o presidente do Gana admitiu que o problema do desemprego jovem é o que leva à busca de emprego em outros lugares.

A crise migratória, o desejo de "abrir vias a uma imigração legal e regulada" e as "perspectivas econômicas" nos países africanos com "governos eleitos democraticamente" estão marcando a viagem da chanceler.

O Gana é a segunda parada na viagem de Merkel, que a levou a Dacar, no Senegal, e que prossegue sexta-feira até a Nigéria, último país a ser visitado por ela. Na Nigéria, Merkel visitará a sede da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e irá se reunir com o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari. Com informações da Lusa.



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes