Conectando o Amazonas

Criminoso que tentou assassinar Bolsonaro já tem quatro ‘vaquinhas virtuais’ para garantir fiança

Em menos de 24 horas, Adelio Bispo de Oliveira, que agrediu com uma facada o deputado federal e candidato a Presidência, Jair Bolsonaro, ganhou quatro campanhas de financiamento, para custear as despesas judiciais e pagar a sua fiança.

As “vakinhas” foram criadas por Marlon Costa, de São João de Meriti/RJ, Hudson Alves, de Brasília, Talles de Peruibe, interior do estado de São Paulo e Genival Da Costa Bentes de Santarém/PA. O portal Diário do Poder tentou entrar em contato com Hudson Alves, por meio de mensagem, para saber qual o motivo para criar uma campanha em prol de Adelio, porém não recebeu nenhuma resposta até o momento. Vale salientar que algumas campanhas já foram excluídas pelos autores.



Nas campanhas os “solidários” autores pedem ajuda para Adelio, a quem consideram um herói. “Vamos ajudar a tirar esse herói da cadeia”, ou “Vamos ajudar o nosso guerreiro Adelio, esse homem que por um descuido acabou sendo preso”.

Entretanto, até o momento todos os autores receberam “esculachos” em suas campanhas, e nem um tostão.








Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes