Conectando o Amazonas

Jovem diz que Wilson Lima teve relações sexuais quando ela tinha 14 anos



    O Ministério Público deverá investigar a conduta do apresentador e candidato a governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), após ser levado ao ar denúncia da jovem Ana Sara que, apareceu a noite de ontem, sexta-feira (14), em vídeo gravado pelo site Amazonas Atual, apresentado outra versão.

    Na denúncia, a jovem disse que foi levada pelo então apresentador a um motel em Manaus: “a gente se conheceu através de um amigo incomum. Demorou um mês até a gente se conhecer pessoalmente. Ele foi até a casa do meu pai me pegar de noite, e então fomos ao hotel. Lá conversamos, trocamos carinhos e fomos pra cama. Tivemos relações sexuais”, afirmou ela.

    Sara disse que acreditou quando Wilson Lima disse que era solteiro, tendo saído com ela várias vezes.

    “Depois que terminou o programa, ele foi me pegar. Aí nesse dia eu descobri onde ele morava... fomos pra lá. Mantivemos relações sexuais”, explicou.

    Através de sua assessoria, o candidato negou tudo e tornou público uma nota. Confira:

    POSICIONAMENTO CAMPANHA WILSON LIMA

    A campanha de Wilson Lima (PSC) esclarece que o candidato está sofrendo ataques rasteiros praticados por integrantes da velha política em razão de estar liderando as pesquisas de intenção de voto para as eleições 2018, na cidade de Manaus.

    Prova disso é que, de 2014, data de registro do Boletim de Ocorrência (14.E.0161.0000138) até 30 de junho passado, Wilson Lima apresentou diariamente o programa mais popular da TV amazonense sem que sua conduta fosse questionada. Entretanto, a menos de um mês da eleição, surge uma suposta denúncia, baseada numa situação ocorrida há anos.

    O B.O. foi registrado no dia 7 de maio de 2014, às 15h51. Entretanto, os opositores de Wilson Lima afirmam que o documento foi registrado de madrugada, o que não é verdade. O que intriga também é o fato, de apesar do documento ser confidencial, ter sido amplamente divulgado.

    Fatos
    • No dia 07 de maio de 2014, o jornalista Wilson Lima, solteiro na época, então apresentador de um programa popular de televisão, registrou o Boletim de Ocorrência (14.E.0161.0000138) por injúria, numa delegacia próxima a sua residência.
    • Segundo o documento, ele saiu para jantar com uma fã. Após o único encontro, a moça passou a fazer postagens nas redes sociais, afirmando ser esposa de Lima.A fã ainda afirmava trabalhar em duas redes de televisão, uma delas era o local de trabalho de Wilson Lima.
    • Apesar do assédio, que gerava grande incômodo, Wilson Lima preferiu não adotar qualquer medida contra a moça para não causar constrangimento. No entanto, a partir do momento que ela passou a entrar em contato com a família do apresentador, ele tomou a iniciativa de registrar um B.O. a fim de preservar a família.
    • Durante mais de dez anos como apresentador de televisão, Wilson Lima participou de encontros, almoços e jantares com centenas de famílias, jovens e idosos para retribuir a grande audiência, que o tornou líder no horário.
    • O B.O. indicava o agendamento de uma audiência. Como a partir do registro, tanto o apresentador quanto a sua família deixaram de sofrer assédio, Wilson Lima deu o caso por encerrado.
    • O candidato reforça que sua atitude foi adotada como medida de proteção, no sentido de prevenir consequências dolorosas de perseguição, como a enfrentada pela apresentadora da Record, Ana Hickmann.


    Fontes: Blog do Marcell Mota / Portal do Holanda / Amazonas Atual


    Postar um comentário

     
    Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes