Conectando o Amazonas

Acadêmicos da UEA selecionam novos alunos para participarem de competição em 2019

Os alunos do curso de Engenharia da Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas (EST/UEA) estão selecionando novos integrantes para fazerem parte da equipe Capitão Jack e competir no Desafio Universitário de Nautidesign (DUNA 2019).

De acordo com o estudante do 8º período de Engenharia Mecânica da UEA e capitão da equipe, Samuel Nunes Broni, o processo seletivo está aberto até o dia 14 de outubro e podem participar alunos dos cursos de Engenharia, Marketing e Administração das universidades públicas e privadas do Amazonas. Ao todo 10 vagas estão sendo ofertadas. As inscrições podem ser realizadas por meio do link https://goo.gl/ZtydnZ.

O objetivo da equipe é projetar e construir um modelo de embarcação em escala reduzida, da classe rebocador, para competir no Desafio Universitário de Nautidesign (DUNA 2019). Atualmente a equipe é composta por 14 pessoas entre alunos da UEA, Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Instituto Federal do Amazonas (IFAM), sob a coordenação de dois professores da UEA.

Segundo Broni, os projetos são muito importantes para aplicar o conhecimento teórico, adquirido em sala de aula, na prática. Ele explica que um dos motivos da abertura do processo seletivo é a renovação da equipe, uma vez que a maior parte dos membros são finalistas. Outro motivo é incentivar os alunos a participarem de projetos voltados a engenharia para buscar melhorias para a sociedade. “É muito gratificante participar de uma equipe focada que busca melhorias para a engenharia em nosso Estado, além de conhecer estudantes de diversas engenharias de todos os cantos do Brasil, a troca de conhecimentos na competição e o trabalho em equipe para a resolução rápida de problemas decorrentes da competição”, salienta.

De acordo com o professor do curso de Engenharia Naval da EST/UEA, Vinícius Silva Brilhante, os integrantes da equipe enfrentam diversas situações no projeto e na construção dos nautimodelos. “As técnicas aplicadas são atualizadas a cada ano, se estas forem bem empregadas, terão não somente resultados positivos na competição, como poderão ser replicados em embarcações de escala real e assim aperfeiçoar o projeto e a construção das embarcações da nossa região”, explica.

No primeiro semestre de 2018, a equipe Leviatã, formada por 25 estudantes de cursos de engenharia da UEA, conquistou a terceira posição no Desafio Solar Brasil, categoria Catamarã, que consiste em uma embarcação de seis metros e dois cascos, que dão a base para a embarcação. A competição foi realizada em Búzios, no Rio de Janeiro, onde 13 barcos passaram por testes como rapidez, segurança, estabilidade e, principalmente, eficiência da energia solar. O modal dos alunos da UEA obteve resultado expressivo, levando os alunos da instituição para a melhor posição da história do grupo.



Foto: Grupo Capitão Jack


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes