Conectando o Amazonas

Governador eleito, Wilson Lima, protocoliza documento para a formação da Comissão de transição

O documento de formação da Comissão de transição do governador eleito, Wilson Lima (PSC), foi protocolizado nessa terça-feira (30), às 17h, na Casa Civil do Governo do Amazonas. Com isso, o atual governador Amazonino Mendes deve assinar, até o início da próxima semana, o documento para que se iniciem os trabalhos de transição do Governo Estadual composto pelas equipes de Wilson Lima e Amazonino Mendes.

A comissão de transição do governador eleito, Wilson Lima, é formada por três integrantes: o vice-governador eleito, Carlos Almeida, o deputado estadual, Luiz Castro e Humberto Laudares. Eles contam com subcomissões formadas por técnicos e especialistas nacionais, além de profissionais do Amazonas com vasta experiência nos mais diversos campos de atuação a fim de promover ampla análise de contratos, despesas, receitas e projetos em andamento.

A comissão de transição do Governo eleito foi estruturada com base no conhecimento técnico de cada um dos integrantes assim como comprometimento com a otimização dos serviços públicos. Entre os técnicos que compõem as subcomissões está Petrúcio Pereira de Magalhães Júnior, que é presidente das Cooperativas do Estado do Amazonas (OCB/AM); é Graduado em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Petrúcio possui graduação em Direito pelo Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas e mestrado em Agricultura e Sustentabilidade na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas.

Outros técnicos que farão parte das subcomissões, como: General amazonense Franklimberg Ribeiro de Freitas que já foi presidente da Funai, é Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado Maior do Exército, é general de brigada, assessor de relações institucionais do Comando Militar da Amazônia e chefe do Centro de Operações do Comando Militar da Amazônia. Outro profissional a compor a Comissão é o advogado Acram Ísper Junior, mestre em Direito Constitucional e com atuação notadamente em direito público.

O economista e mestre em Economia de Empresas, Rodemarck de Castello Branco, que já ocupou diversas funções públicas e Thomaz Meirelles, ex-superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento também integrarão as subcomissões.

Os anunciados são voluntários que contribuirão sem ônus para o Estado durante o período de funcionamento da comissão de transição que vai atuar até o final do ano para diagnosticar a situação do Estado, preparando os atos de iniciativa do novo governador, a serem editados, imediatamente, após a posse que ocorre institucionalmente no dia 1° de janeiro de 2019.


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes