Conectando o Amazonas

População carcerária será vacinada contra Sarampo, Caxumba e Rubéola

Aproximadamente 1200 reeducandos do sistema penitenciário amazonense serão vacinados com tríplice Viral, que protege corpo contra o Sarampo, Caxumba e Rubéola, doenças altamente contagiosas. A campanha de vacinação faz parte do calendário de imunização desenvolvido pela Umanizzare Gestão Prisional Privada, empresa que faz cogestão em seis unidades da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

A ação será realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que irá disponibilizar as vacinas. Além dos custodiados, a imunização se estende aos servidores, agentes, advogados, psicólogos, assistentes sociais e policiais que têm contato direto com os internos nas unidades.

Segundo a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline, a vacina é a única medida preventiva e a mais segura contra essas doenças. “A vacinação dentro das unidades são feitas com frequência devido à rotatividade e ao grande número de detentos que chegam às penitenciárias”.

Na Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) a campanha de vacinação de Tríplice Viral foi realizada no começo deste mês e imunizou 66 reeducandos dos Pavilhões A, B, triagem, enfermaria e três colaboradores.

Toda a equipe de saúde da unidade participou da ação na UPI. Antes da vacinação houve uma palestra sobre a importância da vacina, quem poderia tomar e os possíveis efeitos colaterais. “Em seguida verificamos a situação vacinal e registro de novos cartões de vacinação adulta, caso o reeducando não tenha tomado a vacina nas campanhas anteriores e resolva tomar nesta, o ciclo dele é iniciado sem problema”, disse a enfermeira Graciane Fábio.

Programação - A Campanha contra o Sarampo, Caxumba e Rubéola deve acontecer nos próximos dias nas unidades prisionais do Puraquequara (UPP), Penitenciária Feminina de Manaus (PFM), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj Fechado), Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT), Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF) e Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM), a previsão é de que até dezembro os reeducandos estejam protegidos contra essas enfermidades.






Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes