Conectando o Amazonas

Aluna da educação especial do município conquista três ouros nas Paralimpíadas Escolares em São Paulo

Com um feito histórico, a aluna da Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, Rosilangela Duarte de Lima, de 16 anos, conquistou três medalhas de ouro nas Paralimpíadas Escolares, realizadas este mês em São Paulo. No 4º ano do Ensino Fundamental e com baixa visão, ela foi primeiro lugar em arremesso de peso, lançamento de disco e dardo no atletismo.

Pelas redes sociais, o prefeito Arthur Virgílio Neto parabenizou o desempenho da estudante. “Nossa aluna especial é um exemplo de garra e superação, mostrando que, mesmo com limitações físicas, é possível atingir um objetivo. Depois de muito treino e confiante no seu esforço, agora, ela retorna com essas vitórias, que deixam todos nós muito orgulhosos de incentivar os estudantes no caminho do esporte”, escreveu o prefeito.

Rosilangela competiu nacionalmente pela primeira vez, mas já participou dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas) e Paramunicipíadas, realizados pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). As Paralimpíadas Escolares contaram com 11 modalidades, como atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas, futebol de 5, basquete em cadeira de rodas e vôlei sentado.

Após muito treino e feliz pela conquista inédita, Rosilangela cumpriu com a promessa que fez antes de viajar e trouxe não uma, mas três medalhas de ouro na bagagem. “A minha preparação foi ótima, porque treinei para fazer o melhor e, claro, representando a escola. É um orgulho trazer as três medalhas, porque é a primeira vez que participo, mas de muitas que vêm ainda pela frente”, comentou.

A industriaria Elisangela Duarte da Silva, 32, irmã da aluna, acompanhou e viu de perto as vitórias da adolescente. Para ela, é um momento muito especial, porque a estudante conseguiu superar as dificuldades e mostrou que é uma atleta de ponta do município. “Essas medalhas representam uma conquista para ela e toda a família, porque antes ela era totalmente dependente, mas agora é uma atleta. Pela deficiência visual, ficava pensando no futuro dela, mas agora vejo que tem um grande futuro”, comemorou.

Para o diretor Helivan Pinheiro Dantas, o resultado mostra que o trabalho realizado pela equipe pedagógica do André Vidal, tanto em sala de aula, quanto na prática esportiva, contribui para importantes resultados dos alunos com deficiência. “A escola tem feito um trabalho de inclusão nas atividades esportivas. O esporte tem nos trazido muitas surpresas e uma delas é a Rosilangela. A prefeitura realiza ações esportivas como o Jaavas, Paramunicipíadas e os nossos jogos internos adaptados. A aluna despertou esse interesse e tem um talento que culminou com os três ouros”, finalizou.


Foto: Lton Santos / Semed



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes