Conectando o Amazonas

Alunos com deficiência da rede municipal de ensino participam de Concurso de Redação

Alunos com deficiência da rede municipal de ensino participaram, nesta sexta-feira, 23/11, do 5º Concurso de Produção de Texto da Educação Especial, realizado no Parque Cidade da Criança, Aleixo, zona Centro-Sul de Manaus. A ação foi voltada para estudantes do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), de unidades de ensino da Prefeitura de Manaus, coordenadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O concurso visa incentivar o desenvolvimento de habilidades e competências linguísticas, e integra a política de inclusão preconizada pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, ampliando o repertório dos alunos com deficiência. A chefe da Divisão de Ensino Fundamental (DEF), Vera Lúcia, ressaltou a importância desse trabalho. “Essa gestão entende que é importante incluí-los no processo educacional. O trabalho é realizado ao longo de todo ano e esse momento é a culminância onde eles produzem e leem os textos”, salientou.

A diretora do Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE), Reni Formiga, destacou que esse é o momento de mostrar à sociedade o potencial dos alunos. “Mostrar que são capazes de produzir textos por meio de desenho, na escrita, se expressando. A gente também oportuniza eles vivenciarem o parque e descrever suas sensações”, informou.

Conforme a gerente de Educação Especial (GEE) da Semed, Dailla Pereira, os estudantes contam com diversos instrumentos para auxiliar a produção dos textos. “Os deficientes visuais usam a máquina Perc, para produção de Soroban, os lápis adaptados para quem tem dificuldades motoras, estamos usando papel de pauta ampliada também para facilitar. Estamos com apoio para quem não consegue escrever, mas consegue criar”, destacou.

Ainda segundo ela, no cotidiano escolar as professoras estimulam a leitura e a escrita de alunos com deficiência de diversas formas, tanto nas salas de recurso, quanto nas regulares.

Para Francisco Carvalho, pai da aluna, Francineide da Silva, o trabalho realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semed, já rendeu frutos com a filha. “Ela estudava em uma escola particular e depois se mudou para a Escola Municipal Madre Tereza de Calcutá e está frequentando a sala de recursos no Complexo André Vidal. Ela está se desenvolvendo bem, os professores dão atenção para ela e a interação com os colegas também está ajudando”, relatou.


Fotos: Altemar Alcântara  e Lton Santos







 

Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes