Conectando o Amazonas

Ator Milhem Cortaz, de O Sétimo Guardião desdenha das novelas da Record e exalta a Globo

Muitos atores que deixam a Record vão para a Globo e tentam esquecer o passado. Foi isso que aconteceu, aparentemente, com o ator Milhem Cortaz, que foi entrevistado pelo Vídeo Show nesta terça-feira (27) e disse que O Sétimo Guardião é a primeira novela da sua carreira.

Ele fez uma homenagem à Flávia Alessandra, seu par romântico na trama, e disparou: “Estou tão feliz de, na minha primeira novela, ter como parceira você, meu par romântico, uma mulher tão linda que está me deixando cada dia mais lindo”. Ele ainda disse que estava aprendendo com a “veterana”.

“Eu ando aprendendo tanto com você, com a sua generosidade, com o seu companheirismo, com a sua boa vontade, com a sua paciência comigo. Eu digo que o Joubert jamais existiria sem você, sem essa cumplicidade que a gente tem juntos”, afirmou, no entanto, a história não é bem assim.

Ao longo de sua carreira, há nove trabalhos na Record, ao longo dos onze anos que passou contratado de lá, em Cidadão Brasileiro (2006), Bicho do Mato (2006), Vidas Opostas (2007), Chamas da Vida (2008), Poder Paralelo (2009), Os Dez Mandamentos (2015) e A Terra Prometida (2016).

Ele também atuou em Sansão e Dalila, minissérie produzida em 2011, na qual foi o vilão, e em A Escrava Isaura, com uma participação especial, além de trabalhos na própria Globo, como A Próxima Vítima (1995), Torre de Babel (1998), Desejos de Mulher (2003) e Da Cor do Pecado (2004).

Teve ainda os papéis de destaque em pequenas obras, como Plano Alto (2014), Fora de Controle (2012), Milagres de Jesus (2014) e Conselho Tutelar (2016).


Fonte: O TV Foco



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes