Conectando o Amazonas

David se disse surpreso com notícia que falava da sua “possível” saída do PSB

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), David Almeida (PSB), disse nesta terça-feira (6), que ficou surpreso com notícia veiculada na mídia sobre sua possível saída do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Ao contrário do que foi informado por veículos de comunicação, David que foi candidato ao governo do Amazonas pela legenda e obteve 417 mil votos no primeiro turno, disse que é um “eterno devedor do PSB que me deu a oportunidade de disputar a eleição ao cargo de governador meu Estado”.

David que não passou do primeiro turno, mas venceu em nove municípios e ficou em segundo lugar em outras 37 cidades amazonenses, se disse muito grato ao PSB e que já havia conversado com a direção estadual sobre o boato veiculado em alguns veículos de comunicação. “Eu queria deixar registrado isso aqui, a minha gratidão, o respeito que tenho ao PSB 40. Inclusive no meu celular ainda tenho o meu selo do partido. Tenho muita gratidão ao partido, ao deputado Serafim Corrêa, presidente de honra do PSB, que hoje está em Brasília”, disse o presidente da Aleam.

A informação que dava conta da possível saída de David do PSB se somava a uma articulação de apoio do parlamentar a um candidato a presidente da mesa diretora do Poder Legislativo estadual. Sobre esse ponto, David disse que não é candidato e nem eleitor, diante do processo onde tem três colegas deputados que são pré-candidatos à presidência da Aleam.

“Queria eu ter três votos para votar em cada um deles, porém, eu não sou eleitor e nem candidato. Quem fará essa escolha será o novo grupo de 24 deputados estaduais, no ano que vem. Desejo êxito e sucesso, ao deputado Serafim Corrêa, ao Josué Neto e ao Belarmino Lins, que por ora postulam interesse ao cargo de chefe do Poder Legislativo amazonense”, disse David.

Sobre os questionamentos de algumas pessoas a respeito do que ele vai agora, David respondeu que tem, até o dia 31 de janeiro, a tarefa de presidir a Assembleia Legislativa e dar conta de muitas obras que estão sendo feitas na estrutura da Casa, que depois de 12 anos da sua inauguração precisa passar manutenção do prédio.

De acordo com David, muito provavelmente, na próxima semana, as sessões ordinárias do parlamento passarão a ser realizadas, no Auditório Belarmino Lins, em função da reforma do plenário Ruy Araújo, que será iniciada nos próximos dias. “A fachada do prédio também está sendo modificada. Estamos com a construção da passarela que fará a interligação de todos os prédios da Assembleia com cobertura. A partir de 1º de janeiro de 2019, todos os processos da Assembleia serão digitalizados. Isso é um salto de mais de 100 anos. Somos uma das poucas Assembleias do País que ainda não tem o processo digital”, apontou.

O presidente da Aleam aproveitou também para informar que, na semana passada, os deputados derrubaram o veto parcial do governo do Estado à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que continha algumas emendas. “Em função disso, nós precisamos devolver ao Executivo, a Lei Orçamentária Anual (LOA) que já tinha chegado a Aleam, na semana passada. Agora a Casa Civil terá que fazer a revisão na forma da derrubada do veto. A LOA deve voltar à Assembleia, até quinta-feira desta semana e será enviada à Comissão de Finanças, que tem como presidente do deputado Josué Neto, para a devida análise”, informou.


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes