Conectando o Amazonas

Juiz Flávio Henrique de Freitas recebe diploma ‘Cidadão de Manaus’ nesta sexta-feira

O juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Flávio Henrique Albuquerque de Freitas, será homenageado nesta sexta-feira (29/11), a partir das 10h, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), com o diploma Cidadão de Manaus. O autor da proposta da homenagem é o vereador Wilker Barreto (PSH), presidente da Casa.

De acordo com o parlamentar, a concessão da honraria significa o reconhecimento dos trabalhos prestados pelo juiz em prol da população da capital. “A CMM cumpre seu dever de homenagear pessoas que escolheram o Amazonas para morar e prestar serviços de relevância. E o juiz Flávio Henrique realiza um belo trabalho em jurisdicionar o direito do cidadão, onde realizou pelo interior diversos trabalhos. É uma homenagem justa para o juiz que está há mais de uma década prestando um bom serviço público e garantindo que amazonenses da capital e do interior tenham cidadania”, justifica.

Perfil

Flávio Henrique Albuquerque de Freitas, 39 anos, é natural de Boa Vista, capital do estado de Roraima (RR). Em 1994, passou a morar em Alagoas com os pais, onde viveu toda a juventude, graduando-se em Direito. É pós-graduado em Direito Constitucional e Direito Processual.

Foi servidor do Tribunal de Justiça de Alagoas, onde ingressou como estagiário. Assumiu o cargo de Procurador Federal, no Estado de Minas Gerais, após aprovação em concurso público. Foi aprovado, ainda, nos concursos de Advogado da União, Procurador do Estado de Roraima, Procurador do Estado de Sergipe e Procurador do Município de Manaus.

No dia 3 de setembro de 2007 ingressou na magistratura amazonense, tomando posse na comarca de Itamarati. Exerceu a titularidade das comarcas de São Paulo de Olivença, Guajará e Parintins. Atualmente é titular da comarca de Urucará.

Exerceu as funções de Juiz Auxiliar da Presidência do TRE/AM e Juiz Auxiliar da Corregedoria. Atualmente, é Juiz Auxiliar da Presidência do TJ/AM.

Flávio Henrique é professor e formador da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) e da Escola Superior da Magistratura do Estado do Amazonas (Esmam). De forma esporádica, é convidado para auxiliar o Corregedor Nacional de Justiça em inspeções nos tribunais de Justiça do país. É autor da obra “Comentários ao Código de Ética da Magistratura”.
Autor do texto: Anderson Silva - Dircom/CMM


Foto: Raphael Alves - Ascom/TJ-AM



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes