Conectando o Amazonas

Pedágio Ambiental atrai moradores do Parque Mauá e servidores da Suframa

Moradores do Parque Mauá e servidores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), no Distrito Industrial, zona Leste, estiveram nesta quarta-feira, 31/10, em mais uma edição do Projeto Pedágio Ambiental, da Prefeitura de Manaus, que fez a distribuição de 600 mudas de espécies frutíferas, ornamentais e medicinais, no ponto montado na avenida Solimões, em frente à Creche Manoel Otávio Rodrigues de Souza. Esta foi a décima terceira edição do projeto, iniciado em agosto deste ano, por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, com a finalidade de ampliar os índices de distribuição de mudas à população pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

A iniciativa consiste na realização semanal, sempre às quartas-feiras, de ações de distribuição de mudas de espécies variadas, adequadas às residências, em logradouros públicos movimentados da cidade. O projeto teve início no dia 1º de agosto, contemplando a Faixa Liberada, na orla da Ponta Negra, zona Oeste. A meta do Pedágio Ambiental é fazer a distribuição anual de 60 mil mudas à população, mantendo o índice de doação feita todos os anos pela atual gestão municipal.

A partir de setembro deste ano, a iniciativa ganhou o reforço da Campanha de Combate às Queimadas, que acompanha os pedágios com o trabalho de sensibilização ambiental a respeito dos malefícios da fumaça advinda das queimadas irregulares de resíduos. O chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo, destaca que já foram realizadas 15 ações de sensibilização de combate às queimadas, com mais de 3 mil pessoas contempladas. “Associar as ações de combate às queimadas ao Pedágio Ambiental é uma forma de otimizar o trabalho das nossas equipes e manter o corpo a corpo junto às comunidades, que é a nossa principal finalidade”, explica Araújo.

Moradora do Parque Mauá, Tatiana Laiane Souza dos Santos, 37, tem uma propriedade no Tarumã, onde pretende plantar as mudas de espécies frutíferas obtidas no Pedágio. “A gente quer plantar para preservar o meio ambiente. Ainda mais naquela região do Tarumã, onde há queimadas frequentes e sabendo que a ausência de vegetação causa a perda da qualidade do ar”, afirmou. Outro visitante do Pedágio, o analista da Suframa, Bernardo Gonçalves, explicou que tomou conhecimento do projeto por meio das redes sociais da Prefeitura de Manaus. “Como trabalhamos próximo e desenvolvemos projetos ambientais, vimos a ideia por meio da internet e nos interessamos em participar deste bonito trabalho desenvolvido pela Semmas, já que também preservamos o meio ambiente e queremos uma cidade mais verde”, salientou.

A técnica do Departamento de Arborização e Paisagismo da Semmas, Rita de Cássia Oliveira, explica que além de incentivar as pessoas a plantarem em seus quintais, o Pedágio Ambiental visa contribuir também com o aumento do índice de arborização da cidade. “Vamos até as comunidades porque sentimos que havia uma necessidade dessa aproximação, facilitando o acesso das pessoas às mudas”, afirmou. Além de moradores, a distribuição atraiu também a atenção de quem passava pelo local, inclusive passageiros de coletivos que passavam na área.

A próxima edição do Pedágio Ambiental acontecerá na Orla do Amarelinho, no bairro Educandos, no dia 7/11. Durante o mês de novembro, as edições do projeto acontecerão em bairros da zona Sul de Manaus

Fotos:
Arlesson Sicsú / Semmas e Altemar Alcântara / Semcom

Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes