Conectando o Amazonas

Capitão Alberto Neto visita Penitenciaria de Alcaçuz (RN) e conhece a nova disciplina implantada no presídio

Na noite desta quarta-feira, (12) o Deputado Federal eleito Capitão Alberto Neto, que cumpre agenda fora do Amazonas, visitou o presídio de Alcaçuz, situado na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte.

Em 2017, foram registrados 26 mortos durante uma rebelião ocorrida na unidade. A prisão de Alcaçus foi a terceira a apresentar motins de detentos durante uma série de rebeliões ocorridas em presídios no Brasil.

Durante a virada do ano em Manaus não foi diferente, a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) deixou 56 mortos.

O sistema Penitenciário do Estado bem como a Segurança Pública para população são algumas das bandeiras e prioridades no mandato do deputado.

Capitão Alberto foi conhecer a Penitenciaria de Alcaçuz e a nova doutrina disciplinar implantada no presídio.

Durante a visita o Deputado foi recebido pelo Secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Luís Mauro de Albuquerque, que fez questão de explicar como a disciplina em Alcaçuz foi reestabelecida e as reformas que foram feitas após a rebelião.

“Hoje o presídio está totalmente doutrinado pelo estado, os detentos têm uma rotina, cantam o Hino Nacional, prestam continência e seguem as regras do presídio”. Disse o Secretário Luís Mauro Albuquerque.

Alberto Neto, que é policial militar há mais de 10 anos, ficou surpreso e contente ao ver o excelente trabalho realizado pelo Secretário e afirma que exemplos como esses devem ser copiados em todo o País.

“Não podemos deixar o preso comandar o crime organizado de dentro da cadeia, o preso tem que trabalhar e ter uma rotina enquanto estiver em poder do Estado. Eu, como Deputado Federal, vou trabalhar para que modelos disciplinares como esse sejam implantados não só no Amazonas, mas como em todas as penitenciárias do País, afirmou Alberto Neto.

Medidas disciplinares

A teoria da janela quebrada foi uma das técnicas implantadas no novo sistema disciplinar de Alcaçuz. A teoria consiste em que as coisas precisam estar em perfeito funcionamento. As celas devem estar sempre limpas e higienizadas e não pode existir nada quebrado.

Outra técnica adotada foi a Tolerância Zero, que consiste em impor ao preso uma disciplina rigorosa, além de tentar sempre sufocar as lideranças que surgem em meio ao narcotráfico e assim evitar a desordem.

Custo de cada detento

Hoje, o detento no Rio Grande do Norte custa ao Governo do Estado uma quantia que gira em torno de R$1.500,00 (mil e quinhentos reais).

Agente Penitenciário

Hoje todos os agentes penitenciários são concursados tornando o servidor mais comprometido com a causa da Segurança Pública. O agente penitenciário de carreira elevou o nível da disciplina em Alcaçuz.




Postar um comentário

TV Caprichoso - Ensaio Show 20 Anos de Troup

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes