Conectando o Amazonas

Polícias Civil e Militar prendem irmãos e vizinho com espingardas, munições e mais de 4,5 kg de drogas em Pauini

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 63ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Pauini, em ação conjunta com policiais militares lotados naquele município, distante 923 quilômetros em linha reta da capital, prendeu em flagrante, na manhã desta terça-feira (18/12), por volta das 7h, Cesar Filho Gaioso da Silva, 28, e os irmãos Elildo Ferreira Pequeno, 39, e Euvaide Pereira Pequeno, 31, com duas espingardas, 48 munições, mais de quatro quilos e meio de drogas, dinheiro e aparelhos celulares.

Conforme o investigador André Sergey, gestor da 63ª DIP, o flagrante aconteceu durante o cumprimento de mandado de prisão preventiva por descumprimento de medidas cautelares em nome de Euvaide. O gestor explicou que os três infratores estavam respondendo em liberdade provisória pelo homicídio de Jeovar Ramos Rafael, ocorrido na madrugada do dia 3 de junho deste ano, nas dependências do hospital daquele município. Na ocasião, o trio invadiu a enfermaria e atacou a vítima com o suporte de soro, ocasionando o óbito. A vítima tinha 26 anos.

“No dia 18 de novembro deste ano, detentos da unidade policial serraram a grade de uma das carceragens da delegacia e dois custodiados empreenderam fuga. Ao longo das investigações em torno do fato, descobrimos que Euvaide, que na época havia ganhado liberdade há uma semana, foi quem ordenou a entrega de duas serras, uma porção de maconha e uma garrafa com álcool, por meio de uma corda conhecida como “Tereza”, para que os detentos fugissem do lugar. Em razão disso, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome do infrator”, destacou o gestor da 63ª DIP.

Segundo Sergey, a ordem judicial em nome de Euvaide foi expedida no dia 17 de dezembro deste ano, pelo juiz Jean Carlos Pimentel dos Santos, da Vara Única da Comarca de Pauini. Na manhã desta terça-feira (18/12), por volta das 7h, policiais civis e militares se deslocaram até a casa onde o infrator estava morando, localizada na travessa PNI 2, beco do Marajá, bairro Fortaleza, em Pauini.

“Durante a ação policial, no local supracitado, cercamos duas casas da rua, uma onde Euvaide estava morando e a outra onde Cesar, que era vizinho dele, residia, pelo fato de sabermos da proximidade entre eles. Quando Cesar percebeu a presença das equipes, ele jogou pela janela do imóvel onde estava uma bolsa com R$ 1.042,00 mil, além de sete gramas de pasta base de cocaína e duas gramas de maconha. A ação foi presenciada por um policial militar e, diante disso, recolhemos o material e efetuamos a prisão dele”, relatou o gestor da 63ª DIP.

Sergey informou que após a prisão de Cesar, a ação policial prosseguiu na casa onde os irmãos Euvaide e Elildo estavam. Durante buscas no imóvel os policiais apreenderam, aproximadamente, quatro quilos e seiscentas gramas de maconha, distribuídas em porções, além de embalagens para embalo de drogas, duas espingardas, sendo uma de calibre 16 e outra de calibre 20, três munições de calibre 16, duas munições de calibre 20, 43 munições de calibre 36, além de um punhal, dinheiro, cinco aparelhos celulares, dois relógios e duas motocicletas.

“Logramos êxito no cumprimento da ordem judicial em nome de Euvaide e ainda realizamos as prisões de Cesar e Elildo durante a ação policial, que culminou na retirada de circulação desses materiais ilícitos do município. Durante depoimento, Euvaide alegou que as espingardas e as munições pertenciam a ele”, informou Sergey.

Flagrante – Cesar, Elildo e Euvaide foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. Euvaide irá responder, ainda, por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ao término dos procedimentos cabíveis, os infratores ficarão custodiados na carceragem da 63ª DIP, à disposição da Justiça.



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes