Conectando o Amazonas

Prefeito e primeira-dama de Manaus lamentam morte do jornalista Ricardo Boechat

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, usou suas redes sociais nesta segunda-feira, 11/2, para lamentar a morte do jornalista Ricardo Boechat. “A notícia mexeu com o sentimento de muita gente. Na minha cabeça, passou um filme bem veloz. Sua carreira brilhante, seu raciocínio arguto, sua fidelidade à notícia. Recordei o tempo em que o conheci e lamentei o contato rarefeito dos últimos anos. Lamentei mesmo foi o desaparecimento de uma pessoa que ainda tinha muito a oferecer ao Brasil, escreveu.

O prefeito disse, ainda, que a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, é amiga de Veruska, esposa de Boechat. “Está chocada e com enorme sentimento de perda. Esse é o plano pessoal, que a mim me atingiu igualmente. Mas a perda é, no geral, de milhões de pessoas que o acompanhavam e admiravam. E o acompanhavam e admiravam precisamente porque acreditavam em sua palavra”, destacou.

Boechat era apresentador do Jornal da Band, da rádio BandNews FM e colunista da revista "IstoÉ", tendo passado pelos principais veículos de comunicação do país. Venceu três vezes o “Prêmio Esso” e foi recordista de vitórias no “Prêmio Comunique-se”, no qual era o único a ganhar em três categorias diferentes.

“Boechat soube abrir seu caminho. Mereceu ser premiado tantas vezes. Seu faro para o que interessava talvez fosse um dos seus maiores patrimônios”, afirmou o prefeito de Manaus. “Notícia trágica para o jornalismo e os jornalistas. Notícia que traz melancolia para todo o país”, finalizou.

Leia o texto na íntegra


A notícia da morte do jornalista Ricardo Boechat mexeu com o sentimento de muita gente. Na minha cabeça, passou um filme bem veloz. Sua carreira brilhante, seu raciocínio arguto, sua fidelidade à notícia. Recordei o tempo em que o conheci e lamentei o contato rarefeito dos últimos anos. 

Lamentei mesmo foi o desaparecimento de uma pessoa que ainda tinha muito a oferecer ao Brasil.
Boechat soube abrir seu caminho. Mereceu ser premiado tantas vezes. Seu faro para o que interessava talvez fosse um dos seus maiores patrimônios.

Minha mulher é amiga da dele, Veruska. Está chocada e com enorme sentimento de perda. Esse é o plano pessoal, que a mim me atingiu igualmente. Mas a perda é, no geral, de milhões de pessoas que o acompanhavam e admiravam. E o acompanhavam e admiravam precisamente porque acreditavam em sua palavra.

Grande profissional, excelente figura humana. Eis o Boechat que conheci faz séculos e que agora me dá a certeza de que deveria ter convivido mais e mais com ele.

Notícia trágica para o jornalismo e os jornalistas.
Notícia que traz melancolia para todo o país.




Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes