Conectando o Amazonas

Rede municipal apresenta projeto voltado para engajamento familiar na primeira infância

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoveu ontem, terça-feira (19), no Instituto de Pesquisa do Amazonas (Inpa), Aleixo, zona Centro-Sul, a palestra “Sistema de Educação Infantil de alta qualidade: Do plano à implementação”. Na ocasião, foram apresentados aos servidores da rede municipal a missão, os avanços conquistados na educação de Manaus e o programa “Comunidade de Aprendizagem: Formando Educadores da Infância e famílias na perspectiva da Educação Integral”, voltado para a primeira infância, que será implantado em todos os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) da rede educacional do município.

Sete Cmeis, um por Divisão Distrital Zonal (DDZ) e duas escolas mistas (Educação Infantil e Ensino Fundamental), uma unidade de Educação Indígena e outra de Educação Integral, receberão o programa e servirão de piloto na divulgação.

O projeto “Comunidade de Aprendizagem: Formando Educadores da Infância e famílias na perspectiva da Educação Integral”, busca aproximar os pais ou responsáveis da educação dos filhos, dando continuidade em casa aos ensinamentos desenvolvidos na escola.

“Essa é mais uma etapa do Programa de Aperfeiçoamento e agora com a participação dos nossos gestores. Com a aplicação desse projeto, nós buscamos o fortalecimento da Educação Infantil por meio dessa conexão família e escola garantindo um aprendizado de melhor qualidade para as nossas crianças e para a Semed essa se tornou uma das frentes prioritárias, conforme as orientações do prefeito Arthur Neto”, explicou a secretária Educação, Kátia Schweickardt.

A palestra também contou com a participação dos professores da Universidade da Columbia, em Nova Iorque, das Fundações Maria Cecília Souto Vidigal, no Rio de Janeiro e Lemann, que também são parceiros na elaboração do projeto. Sete cidades do Brasil estão participando do programa Advanced Program of Public Policy (APPI), mas apenas Manaus focou na importância do engajamento familiar na educação.

Doutora em Educação e professora na universidade Columbia, Sharon Lynn Kagan, falou sobre a experiência que viveu no período que foi professora na Educação Infantil e o motivo que a levou a escolher Manaus como parceira nesse projeto.

“Muitas cidades se inscreveram para participar desse projeto, mas nós escolhemos Manaus pela importância que essa cidade dá à primeira infância. Eu tive a oportunidade de visitar uma escola indígena e fiquei impressionada com o trabalho maravilhoso desenvolvido com as crianças, professores, comunidade e o quanto aqui é valorizada a família”, disse Sharon, que também abordou sobre o funcionamento fas Leis nos Estados Unidos, caso a escola perceba algum tipo de violência familiar contra a criança.

“Nos Estados Unidos nós acreditamos que a família é a primeira instrutora das crianças, eles transferem valores e ideias de como a criança deve se comportar. Todos os pais querem o melhor para os seus filhos, mas muitas vezes não sabem como alcançar esse melhor. Quando fui professora tive um aluno de 14 meses que chegou arranhado, precisei denunciar ao governo dos Estados Unidos, mas também chamei os pais para conversar e eles me disseram que a criança não sabia ir ao banheiro sozinha e eles acreditavam que a criança já deveria saber. Os pais muitas vezes esperam muito e nós professores precisamos orientá-los”, contou a educadora norte-americana.

Para Raimunda Moura, gestora do Cmei Maria Emília Mestrinho, na Colônia Antônio Aleixo, zona Leste de Manaus, que atende aproximadamente 580 crianças de 3 a 5 anos, a participação dos pais na educação dos filhos é essencial para uma educação de qualidade, por esse motivo já desenvolve muitas atividades com a participação deles.

“Nós desenvolvemos o projeto “Escola para Pais” onde nós explicamos o desenvolvimento de cada fase da criança. Muitos pais não entendem como funciona a Educação Infantil, muitos acham que as atividades são apenas brincadeiras, não entendem que o brincar faz parte e que ele é educativo, não é apenas um brincar por brincar. Quando ele passa a conhecer, acaba se tornando um parceiro nesse processo”, disse Raimunda.


Foto: Cleomir Santos / Semed



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes