Conectando o Amazonas

Wilson Lima reforça trabalho afinado e promete reforma séria no Estado

Com a proposta de reforçar o compromisso do governo com a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), no sentido de “caminharem juntos para melhorar o o Amazonas”, o governador Wilson Lima (PSC) abriu a primeira Sessão Legislativa da 19ª Legislatura, na manhã desta terça-feira (5), prometendo uma reforma séria e profunda no Estado. A Sessão Solene foi presidida pelo presidente Josué Neto (PSD).

Na leitura da primeira Mensagem Anual de seu governo, Wilson Lima agradeceu a Casa Legislativa por ter aumentado para 3% o Orçamento da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), com aproximadamente R$ 400 milhões, que serão destinados a aumentar a produção agropecuária do Estado, visando reduzir a importação de alimentos. A ideia é interiorizar a economia com a produção de alimentos, inclusive a pesca artesanal.

“Nas viagens que fiz ao interior amazonense, como candidato, constatei uma situação de abandono, principalmente nas áreas de ramais e vicinais, prejudicando o escoamento da produção”, disse o governador, frisando que 49% da população vive abaixo da linha da pobreza e “precisamos mudar essa realidade”.

Dívidas

O governador culpou gestores anteriores pela atual situação do Estado em diferentes áreas de gestão, ressaltando ter encontrado um rombo superior a R$ 3 bilhões nas finanças do Estado. “Já tínhamos imaginado o que iríamos encontrar, mas não de que iríamos deparar com um Estado desestruturado administrativa e financeiramente”, lamentou.

Com relação ao setor de saúde, Wilson Lima disse que as dívidas acumuladas somam R$ 1,1bilhão, resultado da falta de compromisso com a coisa pública. O governador pediu a sensibilidade dos deputados para encontrar caminhos que ajudem a quitar os débitos da Saúde. “Os prestadores de serviço cumprem seu papel e não é justo que sejam penalizados”, destacou, afirmando que o pagamento de janeiro será feito de forma integral às empresas terceirizadas.

Segundo o governador, os aumentos escalonados e a inclusão de novos servidores após concurso público impactaram a folha de pagamento do Estado neste ano e no próximo. Entre alegações ao longo do discurso, Wilson disse que problemas e atrasos, são frutos da falta de planejamento e que serão resolvidos com equipe técnica e reformas.

Com relação à reforma administrativa que vai fazer para reduzir gastos e aumentar a eficiência do Estado, o governador disse que vai focar na atração de investimento da indústria de fármacos e cosméticos, na produção de óleo e gás natural, na piscicultura, no agronegócio, na mineração, ao extrativismo e ao turismo. “Isso tudo sem deixar de lado a importância do Polo Industrial de Manaus (PIM), formado por empresas incentivadas pelo modelo Zona Franca de Manaus”, disse.



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes