Conectando o Amazonas

Chinês se aventura em uma viagem pelo mundo; conheceu 72 países

Depois de percorrer mais de 250 mil quilômetros e visitar 72 países em quatro continentes, o chinês Fan Yuhu, de 45 anos, está no Brasil, em mais uma etapa de uma jornada iniciada em agosto de 2013 em Shanghai, China. O esforço é para obter o registro exclusivo no Guinness World Records pela realização da mais longa viagem global solo por via terrestre.

“Espero terminar a viagem em 2020 e retornar à minha pátria China com o recorde mundial pela longa jornada solo global, após sete anos de estrada”, disse à Agência Brasil Yuhu.

Espécie de Marco Polo às avessas - o famoso viajante veneziano que empreendeu uma longa viagem da Europa à China na Idade Média - Fan Yuhu saiu da China para percorrer o mundo ema aventura solitária, viajando em um furgão Ford e vivendo situações incomuns e adversidades.

O chinês disse que começou a viagem com US$ 600 no bolso e a partir daí cruzou a Ásia, Europa, África e de lá embarcou o carro num container para a América. Yuhu se considera afortunado, porque ao longo do caminho vários chineses o apoiaram com dinheiro, comida e alojamento. "Sou muito agradecido a todos", afirmou.

Em conversa com a Agência Brasil, Yuhu afirmou que está perto de conseguir o registro do recorde mundial no Guinness, o que deve acontecer no próximo ano, quando planeja “viajar pela Oceania, percorrendo Austrália, Indonésia, Cingapura, Malásia, Laos, Tailândia e outros países”.

Dificuldades

O feito do viajante chinês impressiona ainda mais pelo fato de ele não ter jamais viajado ao exterior e falar apenas chinês, idioma praticamente desconhecido por outros povos. Para compensar, ele faz uso da tecnologia, e fez uma pergunta ao repórter em sua língua usando um aplicativo de celular que imediatamente converteu a frase para o português.

Contudo, para a realização da entrevista, a Agência Brasil contou com o auxílio do jovem jornalista Zhou Xingzhu, repórter da agência de notícias estatal chinesa Xinhua, em Brasília, que atuou como intérprete.

Impressões

Questionado sobre o país que mais gostou durante a viagem, respondeu sem hesitar: “os Estados Unidos, que tem gasolina barata, paisagens lindas e é seguro”. Sobre as piores experiências que viveu, disse que contraiu malária na África, e foi assaltado em Angola e na África do Sul.

Yuhu disse ter sido assediado pela polícia na Nigéria, em busca de propina. “Mas não paguei”, revelou, com um sorriso orgulhoso. Segundo ele, dirigir por 25 países da África em oito meses foi a parte mais difícil da viagem.

A chegada ao Brasil exigiu que o chinês viesse por meio do Uruguai e da Argentina. Yuhu disse ter gostado das cidades brasileiras por causa das paisagens e natureza exuberante, mas confessou sentir-se inseguro em alguns lugares. Em Brasília, ele conta com o apoio da Embaixada da China.

Mensagens

O furgão de Yuhu chama a atenção por onde passa: todo adesivado, o veículo é coberto de frases sobre a viagem e mensagens em vários idiomas. Duas frases duas se destacam: I'm Fun (uma adaptação para significar “Sou Divertido”, uma referência à semelhança fonética com seu nome em inglês, que é Fan em chinês) e o anúncio de que procura uma noiva!

“Sim, estou em busca de alguém para ser minha esposa e vir morar comigo na China”, disse Yuhu,informando que a busca continua, pois ele está sozinho.

Yuhu convidou a Agência Brasil para conhecer seu carro, um furgão médio com placa chinesa. O que foi visto impressionou, pois apesar de ser uma van espaçosa, o carro não tem nenhum tipo de adaptação para uma viagem tão longa e cansativa.

A falta de conforto é evidente: o veículo continua com duas filas de bancos de passageiros no seu interior, e o viajante disse que dorme no chão, atrás do banco do motorista. A falta de organização também é visível, com diversas roupas espalhadas aleatoriamente pelos bancos e dezenas de garrafas de água mineral na mala.

Forrest Gump chinês

Fan Yuhu, nasceu na região autônoma da Mongólia Interior, na China, e trabalhou em Shanghai como produtor de vídeo e cinema. Um de seus objetivos com a viagem é realizar um documentário. Até agora já fez mais de 10 mil horas de gravação.

A ideia é apresentar uma versão chinesa do famoso filme Forrest Gump (filme de 1994 com Tom Hanks que conta a história de um homem simples que anda pelo mundo e que encontra personagens históricos e vive situações inusitadas), mostrando suas próprias experiências na longa viagem.
“Quero ser o primeiro viajante individual do mundo a completar com sucesso a jornada em uma van por cinco continentes durante três anos consecutivos,” destacou.


*Matéria alterada para inclusão de informações.

Foto: Augusto Queiroz/Agência Brasil
Fonte: Agência Brasil





Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes