Conectando o Amazonas

FVS realiza treinamento para coleta de material de SRAG para profissionais de saúde dos municípios da Região Metropolitana de Manaus

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) iniciou nesta quarta-feira (13/03) o treinamento para Coleta de Material de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) para o interior. Participam profissionais de saúde que atuam em laboratórios nos municípios da Região Metropolitana de Manaus e também para serviços de saúde da rede privada do interior. O treinamento acontece no período da manhã Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen- FVS) e vai até esta quinta-feira (14).

Participam profissionais de Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Manacapuru, Manaquiri e Presidente Figueiredo, Urucurituba e Borba.

Segundo a diretora-presidente da FVS, Rosemary Costa Pinto, o treinamento é uma estratégia de reforço junto aos municípios do interior para que essa coleta seja feita com qualidade, em tempo oportuno e encaminhada para análise do Lacen. “A finalidade é conhecer melhor o perfil dos vírus respiratórios circulantes nestes municípios, visando aprimoramento da vigilância e assistência oportuno aos casos graves de SRAG”, disse.

Rosemary salienta que o tempo oportuno é o divisor entre vida e morte desses pacientes. “A pessoa identificou que está com febre e dificuldade para respirar tem que procurar a rede de saúde para atendimento. Durante o atendimento, o médico define a hipótese diagnóstica de H1N1 e prescreve de forma imediata o antiviral. Os profissionais treinados devem realizar a coleta e enviar para o Lacen. O paciente, depois do atendimento, se em estado clínico estável, sairá da unidade de saúde com o medicamento para fazer o uso correto até ao final do tratamento”, disse.

Farmacêutico bioquímico de Rio Preto da Eva, Alaim de Aguiar, ficou ainda mais em alerta para os casos suspeitos de SRAG. “A coleta de amostra de aspirado nasofaringe pela técnica de SWAB combinada é complexa e exige muita atenção do profissional durante o procedimento e o treino prático da técnica foi uma experiência incrível”, avaliou.

A diretora da FVS acrescentou que todos os representantes dos municípios de Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Manacapuru, Manaquiri, Presidente Figueiredo, Urucurituba e também Borba, cidade que tem óbito por vírus sincicial respiratório, no final do treinamento devem retornar aos seus municípios com os insumos necessários para coleta de SRAG.

Atualização de Dados - A FVS divulgou na quarta-feira (13/03), a edição nº 08 do Boletim Epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Estado do Amazonas. Segundo o boletim foram notificados 509 casos da síndrome gripal grave no estado, destes, 96 são positivos para o Vírus da Influenza A (H1N1) e 57 para Vírus Sincicial Respiratório (SRV).

Em relação aos óbitos, o boletim informa que são 24 óbitos por H1N1 - 20 em Manaus, dois em Manacapuru, um em Parintins e um em Itacoatiara. Outros seis óbitos foram confirmados por Vírus Sincicial Respiratório, sendo cinco de Manaus e um de Borba, além de um óbito em Manaus por Parainfluenza tipo 3.

Dos 31 óbitos registrados por SRAG, 83% apresentavam fator de risco, com destaque para pessoas com diabetes, pneumopatas, pessoas com obesidade e neuropatas. E 21 pacientes que evoluíram para óbito utilizaram em algum momento do atendimento o antiviral oferecido gratuitamente na rede pública e particular da capital e do interior.


Foto: Divulgação/FVS



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes