Conectando o Amazonas

Plano de contingência da Saúde funciona como esperado no Carnaval

O plano de contingência da rede de Saúde do Estado nesse Carnaval mostrou que, mesmo com pontos ainda críticos, os hospitais, maternidades e unidades de pronto-atendimento responderam à maior demanda registrada nesse período do ano. As unidades estavam melhor abastecidas em medicamentos, na casa dos 70%, com um maior número de leitos de UTI. Esses foram ganhos resultantes do trabalho de logística, gestão e empenho dos profissionais da Saúde antes e durante o Carnaval.

De sexta-feira da semana passada até esta terça-feira gorda de Carnaval, o governador Wilson Lima e o vice-governador e secretário de Saúde, Carlos Almeida, visitaram os Hospitais e Pronto-Socorros 28 de Agosto, João Lúcio e Joãozinho (unidade de atendimento infantil), Platão Araújo, o Instituto da Mulher Dona Lindu e as Maternidades Ana Braga e Balbina Mestrinho. Nas visitas, o governador e o secretário de Saúde ouviram demandas, críticas, sugestões de profissionais da área, pacientes, usuários em geral.

‘’O João Lúcio é referência nessa área da cidade. Algumas situações foram constatadas, em especial o abastecimento de medicamentos que ainda precisa melhorar, e estamos trabalhando para garantir que não haja falta de itens essenciais. Detectei um problema no sistema de ar-condicionado, já mandei resolver, e isso é algo que vou acompanhar de perto’’, afirmou o governador na ocasião.

O secretário explica que esse era o objetivo das visitas: ‘verificar o funcionamento do plano de contingência para o Carnaval, resolver problemas mais imediatos e encaminhar a solução para outros. ‘’É dessa forma que temos trabalhado desde o início do Governo e assim continuaremos para resolver problemas acumulados em anos na Saúde’’, destaca o secretário.

Apesar do aumento do número de leitos de UTI na rede estadual, com a criação de dez no Hospital Delphina Aziz, de mais leitos para adultos e neonatais nas demais unidades, com o reaparelhamento de leitos, hospitais como o João Lúcio ainda têm pacientes em corredores. Nessa unidade, já chegaram ser 70 nessa condição, atualmente são 25. Carlos Almeida afirma que esse problema será resolvido com o pleno funcionamento do Hospital Delphina Aziz, que o Governo começa a implantar ainda nesse mês.

Reconhecimento -
Além das críticas, o governador e o secretário de Saúde também receberam manifestações de apoio e reconhecimento pelo trabalho que vem sendo desenvolvido em dois meses de Governo. Durante a visita à Maternidade Balbina Mestrinho, na terça-feira de Carnaval, ambos ouviram o relato emocionado de Lauro Carvalho. O filho dele teve complicações ao nascer, em um hospital particular, e ele recorreu à Balbina Mestrinho. Na unidade, o recém-nascido está tendo todo o cuidado médico.

‘’Tenho uma gratidão muito grande pelo trabalho que vocês estão realizando. Os médicos, enfermeiros, técnicos estão de parabéns. Graças a esse trabalho, nosso filho Benjamin está tendo toda assistência necessária, o que nos dá tranquilidade’’, destacou Lauro Cavalcante, ao governador e ao secretário de Saúde.

Sambódromo - A Susam também montou um posto de saúde no Centro de Convenções (Sambódromo) para o período de desfile dos blocos e escolas de samba e para o dia da apuração das notas. A unidade funcionou com uma equipe de plantão composta por médico, enfermeiro, técnicos de enfermagem e uma ambulância. Foram registrados 26 atendimentos e uma remoção, para o SPA do Alvorada, todos os casos sem gravidade.

A Secretaria de Saúde também esteve de plantão no Carnaval Popular, evento realizado no Shopping Phelipe Daou. Na ocasião, um paciente foi atendido, também sem gravidade.



Fotos: Diego Peres e Cláudio Heitor/SECOM






Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes