Conectando o Amazonas

Polícia Militar retira mais de 180 armas de circulação em janeiro

Ações de policiamento de rotina realizadas pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM), operações e denúncias da população contribuíram para que a corporação retirasse 189 armas de fogo de circulação durante o mês de janeiro, um crescimento de 24,3% nas apreensões em comparação com o mesmo período do ano passado. As informações são do Centro de Comunicações Operacionais Policiais Militares (Cecopom).

O crescimento também reflete a nova determinação do secretário de segurança pública, coronel LouismarBonates, de que as viaturas reforcem a abordagem em carros e motos em toda a capital.

Com a apreensão da arma de fogo, a Polícia Militar consegue evitar novas ocorrências de crimes, como roubos e até homicídios. Esse tipo de armamento é um dos principais meios de ameaçar as vítimas para que entreguem seus pertences aos criminosos. Em janeiro do ano passado, foram apreendidas 152 armas, conforme dados do setor de Balística do Instituto de Criminalística (IC).

A população contribui no combate ao crime. As denúncias podem ser feitas de maneira sigilosa ao 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). O serviço funciona 24 horas por dia e atende ligações de todo o Estado.

Na capital, cada Companhia Interativa Comunitária (Cicom) tem um número de telefone celular para onde o cidadão pode ligar ou até mesmo fazer denúncia por meio do aplicativo de mensagem Whatsapp. Em casos emergenciais, a PM também pode ser acionada pelo 190.

Operações – Para sufocar o crime, a Polícia Militar intensificou as operações nos bairros este ano. Destaque para as operações Catraca, Saturação e Águia. “A Operação Catraca acontece com buscas a armas e outros materiais ilícitos em ônibus do transporte público em todas as zonas da cidade. O objetivo é evitar roubos dentro dos veículos. O diferencial na operação é a ausência de cones nos corredores viários por onde trafegam os ônibus, para não chamar a atenção e também não complicar o trânsito”, explica o subcomandante-geral da PMAM, coronel PM Disney de Lima Brilhante.

Já a Operação Saturação, coloca um grande efetivo em áreas onde há grande incidência criminal, que é baseada em estatísticas de ocorrências de furtos, roubos e outros delitos. Nesta modalidade, os policiais militares adentram ruas, becos e vielas. Pessoas são abordadas e revistadas. Essa operação acompanha a alteração da mancha criminal e é realizada pelos Comandos de Policiamento de Área (CPAs).

As ações da Operação Águia resultaram na abordagem de pessoas e veículos entre ônibus coletivos, motocicletas, carros de passeio, táxis, mototáxis e caminhões. Também são vistoriados bares e estabelecimentos similares. Nas incursões são apreendidas armas de fogo e veículos furtados ou roubados são recuperados.


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes