Prefeitura intensifica combate à tuberculose a partir desta segunda-feira

Com 2.333 casos novos de tuberculose registrados em 2018 só em Manaus, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) inicia nesta segunda-feira, 18/3, a Campanha de Luta Contra Tuberculose. A programação acontece todos os anos em alusão ao dia mundial de luta contra a doença, 24 de março, com a intensificação das ações que são desenvolvidas na rotina de serviços das Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

As ações da campanha vão envolver atividades de comunicação, mobilização social e educação em saúde, assim como a busca ativa de pacientes com sintomas de tuberculose, em especial a tosse por três semanas ou mais. “Indígenas, pessoas em situação de rua, pessoas privadas de liberdade e pessoas que vivem com HIV/Aids, consideradas como populações vulneráveis com maior risco para o desenvolvimento da doença, também serão foco da campanha”, explica o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

As ações da prefeitura na campanha seguirão até o dia 29 de março, apoiando inclusive a programação do Comitê Estadual de Controle da Tuberculose do Amazonas, que é formado por membros de Organizações da Sociedade Civil e outras instituições governamentais.

Na segunda, 18/3, às 18h, a programação da campanha será iniciada com uma celebração eucarística na Igreja São Sebastião. Também será realizada uma caminhada na próxima sexta-feira, 22/3, em alusão ao Dia Mundial da Luta contra Tuberculose, com concentração na Praça da Polícia Militar, no Centro de Manaus. As equipes da Semsa também estarão atuando, entre os dias 25 e 29, nos Terminais de Ônibus, com ações de educação em saúde, distribuição de folders e oferta de teste de escarro.

O chefe do Núcleo de Controle da Tuberculose da Semsa, enfermeiro Daniel Sacramento, explica que se espera que a campanha deste ano consiga superar os resultados alcançados na campanha de 2018. “No ano passado, 12.301 pessoas foram acessadas em 483 atividades, realizadas por 122 unidades municipais de saúde. Resultando ainda na detecção de 33 casos novos de tuberculose, entre 805 suspeitos identificados e examinados. Também foram examinados 231 contatos domiciliares de pessoas em tratamento de tuberculose e resgatados 14 pacientes que estavam faltosos ao tratamento”, informou Daniel.

Diagnóstico

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas do corpo humano. A doença é causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch, sendo de transmissão aérea, ao falar, espirrar e, principalmente, ao tossir, as pessoas com tuberculose ativa lançam no ar partículas em forma de aerossóis que contêm bacilos.

O principal sintoma da tuberculose é a tosse. Por isso, recomenda-se que todo sintomático respiratório - pessoa com tosse por três semanas ou mais - seja examinado. Há outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento e cansaço/fadiga.

Para o diagnóstico da tuberculose são utilizados os seguintes exames: baciloscopia, teste rápido molecular para tuberculose e cultura para micobactéria, além da investigação complementar por exames de imagem.


Foto: José Nildo / Arquivo Semsa




Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes