Conectando o Amazonas

Novo Centro de Testagem realizou 144 exames em nove dias de funcionamento

Em nove dias de funcionamento, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Policlínica Gilberto Mestrinho realizou 144 exames para diagnóstico de HIV, sífilis, hepatite B e hepatite C. Os dados são da Coordenação Estadual de IST/Aids e hepatites virais, responsável pela implantação do serviço na policlínica, que é administrada pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

De acordo com a infectologista e coordenadora estadual de IST/Aids, Dessana Chehuan, a demanda no serviço tem sido alta desde o início de suas atividades, no dia 29 de abril.

“Desde a divulgação do serviço, as pessoas têm procurado bastante a unidade. Isso é muito bom, porque mostra que foi alcançado o objetivo, que é o de conscientizar a população da importância do diagnóstico precoce”, avalia Dessana.

A Policlínica Gilberto Mestrinho fica localizada na avenida Getúlio Vargas, no Centro de Manaus, e funciona de segunda a sexta-feira. Do dia 29 de abril a 9 de maio, três testes deram positivo para HIV, e oito para sífilis. Nenhum caso de hepatite foi confirmado. A unidade tem realizado uma média diária de nove exames.

O serviço oferecido pela Susam, que promove à população da capital acesso ao diagnóstico e à prevenção de IST/Aids de forma anônima, além de aconselhamento, foi lançado junto com a campanha “Teste. Trate. Viva. Faça o teste de HIV”. A iniciativa é dirigida pela Coordenação Estadual de IST/Aids e hepatites virais, vinculada à Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT).

Os outros dois CTAs da rede estadual funcionam na FMT e na Fundação Alfredo da Matta (FUAM). Dessana ressalta que os testes de IST/Aids e hepatites virais são realizados na rotina normal na rede municipal de saúde, no entanto, o Governo do Amazonas implantou os CTAs na capital como forma de ampliar a oferta do serviço.

“É uma forma do Governo do Amazonas garantir que mais pessoas tenham acesso ao diagnóstico precoce, o que melhora o tratamento e, consequentemente, a qualidade de vida da pessoa diagnosticada com HIV”, afirma a infectologista.

Segundo Dessana, a coordenação já vinha amadurecendo a ideia de implantar um novo CTA na Policlínica Gilberto Mestrinho desde o ano passado. Ao levar a proposta para nova gestão da Susam, o projeto saiu do papel, informa a coordenadora.

“A Policlínica é localizada em uma área central de Manaus, com grande fluxo de pessoas durante todo o dia. Então, por essa e outras razões, acreditamos que o serviço será muito bem utilizado”, avalia Dessana.



Foto: Divulgação/Susam



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes