Alunos de 21 escolas municipais da zona Leste recebem certificados de participação no Proerd - .

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Alunos de 21 escolas municipais da zona Leste recebem certificados de participação no Proerd

Mais de dois mil alunos de 21 escolas municipais da zona Leste de Manaus receberam o certificado de participação no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). A cerimônia foi realizada na tarde desta quinta-feira, 13/6, no Clube de Trabalhador, no Coroado, zona Leste, e contou com a presença de pais, professores, assessores, além de diversas autoridades da Polícia Militar.

O subsecretário de Infraestrutura e Logística da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e coronel da Policia Militar do Amazonas, Darcelo Gomes, participou de toda a cerimônia. Segundo ele, o Proerd é importante para manter as crianças conscientes, protegidas e fora do mundo das drogas. A ação, destacou Darcelo, só reforça o trabalho de prevenção feito pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semed, ao longo do ano letivo, a respeito do combate à violência em ambiente escolar e do uso de substâncias entorpecentes.

“O Proerd tem uma extrema importância para a Semed, tendo em vista que ele alerta nossos jovens e crianças sobre os riscos para quem, porventura, vá para o lado do tráfico, das drogas, porque isso é um mal que assola a sociedade e que não prejudica só o usuário, mas sim toda a família dele. Por isso, agradecemos essa parceria, por ser um trabalho muito válido. O Proerd trabalha com formação de caráter e de personalidade de pessoas que estão em fase de crescimento, que estão solidificando seu pensamento sobre o mundo”, afirmou.

As ações do Proerd desenvolvidas pela Semed há 15 anos são coordenadas pela Polícia Militar e buscam orientar crianças e jovens sobre os malefícios do uso de entorpecentes, por meio de temas como drogas e violência na sociedade e questões como autoconhecimento, autocontrole e tomada de decisão responsável, além de noções de disciplina e boa convivência em sociedade.

O coordenador estadual do programa, major Alisson Henriques, salientou que a cerimônia é o desfecho de todo um trabalho que foi realizado por três meses. Ainda segundo ele, o programa se destaca pelo policiamento preventivo feito pela Policia Militar do Amazonas e que busca formar o cidadão na sua base, em conjunto com as famílias dos alunos e as escolas.

“A equipe do Proerd está neste momento com sentimento de dever e missão cumpridos. Ficamos felizes por sabermos que estamos fazendo nosso papel, ou seja, servir e proteger a sociedade manauara”, destacou.

Cerimônia

A cerimônia contou com a participação de aproximadamente 5 mil pessoas, entre pais, familiares, convidados e autoridades. Além da entrega dos certificados, os alunos que foram destaque durante a execução do programa receberam quites com itens personalizados do Proerd, além de participarem dos sorteios de tabletes e ranchos.

A representante da escola municipal Escritor Anísio Teixeira, Bruna Vitória dos Santos, de 10 anos, do 5º ano do ensino fundamental, disse que o programa lhe proporcionou aprendizados que jamais serão esquecidos.

“O programa não foi algo que passou na minha vida, que será esquecido com o tempo, porque tudo que ouvi, que aprendi, levarei para o resto da minha vida”, assegurou.

A funcionária pública Enedina Pinheiro Ribeiro, mãe do aluno Sérgio Vinícius Rodrigues, 10 anos, da escola municipal Álvaro Vale, destacou que o Proerd ajudou a fortalecer os ensinamentos que foram passados em casa para seu filho, sobre a prevenção e não uso de entorpecentes.

“Tenho muito a agradecer aos policiais que estavam à frente do programa na escola do meu filho, por todo trabalho de prevenção que foi feito, que na verdade só reforçou o trabalho de orientação que é feito em casa”, salientou.

O Proerd

O Proerd é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education (Dare), surgido em 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o Brasil.

Desde o início do programa, já foram atendidos mais de 500 mil jovens com aulas e palestras e, em 2018, ocorreu uma mudança significativa na abordagem ao tema. Anteriormente, apenas havia explicação do que eram os entorpecentes, sem que houvesse explicações aprofundadas dos danos à saúde física e social dos jovens. A preparação dos policiais militares que atuam no programa é de três meses, antes do início dos cursos.


Fotos: Cleomir Santos / Semed



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Páginas