Bolsa Universidade recebe homenagens em sessão solene na CMM pelos 10 anos de criação

Por solicitação da vereadora Professora Jacqueline (PHS), o Programa Bolsa Universidade (PBU), da Prefeitura de Manaus, recebeu homenagens pelos dez anos de criação, em sessão solene, nesta terça-feira, 4/6, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), no Santo Antônio, zona Oeste. Durante a reunião pública, mais de 40 certificados de reconhecimento foram entregues a servidores, alunos, egressos e às instituições parceiras do PBU.

Criado pela lei municipal n.º 1.357/2009, o programa é gerido pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Púbico Municipal (Espi), e concede bolsas em cursos de graduação integrais (100%) e parciais de 75% e 50% em instituições parceiras, por meio de compensação tributária.

De acordo com a diretora-geral da Espi/Semad, Stela Cyrino, o programa faz parte da agenda de políticas públicas do município, com a orientação estratégica de governo do prefeito Arthur Neto. “Nós temos ao longo desses dez anos, mais de 500 mil candidatos inscritos e 100 mil contemplados. O programa atende a necessidade de pessoas hipossuficientes, que não têm condições de pagar uma faculdade”, destaca.

Para a vereadora Professora Jacqueline, o programa, ao longo dos anos, vem cumprindo um grande papel social, que foi mantido como política de governo na gestão do prefeito Arthur. “O programa desenvolve a sociedade em todos os níveis, estamos dando às pessoas uma formação consolidada, para que elas também possam mudar a vida de outras pessoas, pelo conhecimento”, afirma.

Contemplada com uma bolsa de estudos em 2009, a hoje biomédica, especialista em análises clínicas e mestre em ciências da saúde Maria Gláucia de Lima, 29, a partir da formação inicial, cursou pós-graduação e mestrado e atualmente é coordenadora de um curso universitário na Faculdade Estácio de Sá. “O projeto me oportunizou ser o que sou hoje, as minhas metas a curto e a longo prazos foram cumpridas porque eu tive essa ajuda do Bolsa Universidade. Sem o programa, eu não teria conseguido me dedicar à pesquisa”, conta.

Já Edineuza Trindade, 43, está cursando letras com o apoio do programa. “Graças a esse projeto, realizei meu sonho, retomei minha vida profissional. Ser professora é para mim um sonho muito grande. Já estou pensando até no Bolsa Pós-Graduação”, relata.


Fotos: Marinho Ramos / Semcom



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes