Conectando o Amazonas

Corpo de Bombeiros prepara efetivo para Operação Parintins

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) realizou, na tarde dessa quarta-feira (12/06), o simulado de acidente de trânsito com múltiplas vítimas.

A atividade ocorreu no pátio do Quartel do Comando Geral do CBMAM e compõe o estágio operacional da especialização de atendimento pré-hospitalar básico para os 25 bombeiros militares que atuarão nos atendimentos operacionais durante toda a Operação Parintins 2019.

Para o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), coronel BM Danízio Valente o curso é um treinamento para avaliar o atendimento dos bombeiros militares. “A importância desse tipo de treinamento é avaliar constantemente como está nosso tempo de resposta e principalmente diminuir a possibilidade de erros durante o atendimento. Cada segundo é crucial para salvar uma vida”, destacou o comandante.

O curso possui carga horária 200h/aula com disciplinas teóricas e práticas. Dentre elas estão as emergências traumáticas, que envolvem ocorrências como traumas no abdômen e tórax, emergências clinicas como o Acidente Vascular Cerebral (ACV) e mal súbito e estágio operacional, os simulados de acidentes com múltiplas vítimas e acidente veicular com vítimas encarceradas.

Participam da especialização cinco oficiais e 20 praças. A turma é composta por médicos, dentistas, farmacêuticos e bombeiros combatentes que também reforçarão o atendimento na Seção Contra Incêndio (SCI) do Aeroporto Júlio Belém em Parintins.

O simulado – No estágio, foi aplicado o método Start de triagem simples e tratamento rápido. Nessa metodologia de atendimento, as vítimas envolvidas no sinistro são separadas em lonas em diferentes cores para melhor avaliação na triagem.

As vítimas de baixa prioridade são agrupadas na lona verde. Na cor amarela, são colocadas as vítimas com média prioridade como, por exemplo, fraturas ósseas. Na lona vermelha estão as vítimas de para alta prioridade, onde os sinais vitais encontram-se alterados. A lona preta são separas as vítimas em óbito.

Dependendo de cada situação, o quadro da vítima pode sofrer evolução tanto para a melhora quanto para a piora. Um exemplo no simulado foi uma vítima gestante que estava na lona verde e passou para a vermelha.

Participação – O estágio contou com a participação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e com mais 30 alunos do curso de medicina da Universidade Nilton Lins.

Salvamento veicular – Na tarde desta quinta-feira (13/06), os alunos da especialização passam pela última etapa do estágio de atendimento pré-hospitalar. O objetivo é socorrer vítimas encarceradas em acidentes de trânsito. A instrução ocorre no Quartel do Comando Geral do CBMAM.


Fotos: Divulgação/CBMAM



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes