Conectando o Amazonas

Oficiais de justiça recebem treinamento sobre mudanças no SAJ para maior efetividade no cumprimento dos mandados judiciais

A Central de Mandados e Cartas Precatórias do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) promoveu nesta quinta-feira (6) um treinamento para oficiais de justiça que trabalham com os três Juizados Especializados no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Manaus. O objetivo foi apresentar as mudanças que estão sendo efetuadas no Sistema de Automação da Justiça (SAJ) para aumentar a efetividade no cumprimento dos mandados judiciais, bem como o controle das atividades realizadas.

O módulo de treinamento foi ministrado por Ricardo Uchoa, da Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicação; pela coordenadora da Central de Mandados e Cartas Precatórias, Nabiha Monassa; e pelo juiz coordenador da Central de Mandados, Ronnie Frank Torres. O magistrado explicou que, em breve, o treinamento alcançará os oficiais de justiça que atuam com as demais unidades judiciárias.

“Estamos fazendo a mudança nos módulos de controle de mandados. O módulo antigo trabalhava com carga de mandados e, agora, vamos trabalhar com filas. Isso vai permitir um controle mais eficiente por parte da Central de Mandados, das varas e dos próprios oficiais de justiça. Posteriormente, vamos trabalhar com outro módulo, chamado Controladoria, que vai exigir dos oficiais mais informações sobre o cumprimento das diligências. Com este módulo novo, que chamamos de Central Digital, acreditamos que poderemos antecipar os problemas que envolvem prazos no cumprimento dos mandados e dar uma resposta mais eficiente às varas que expedem esses documentos e ficam no aguardo das informações sobre o cumprimento dos mesmos”, explicou o magistrado.

Para a oficial de justiça Juliana Padilha, o novo modelo vai trazer mais agilidade ao cumprimento dos mandados. “Tudo que vier para agilizar vai ajudar, porque a morosidade no cumprimento dos mandados é um problema da justiça no Brasil inteiro. Estou feliz por fazer parte desse projeto-piloto que está iniciando pelas Varas Maria da Penha e, em breve, vai se expandir para todo o Tribunal de Justiça”, disse Juliana.

De acordo com a coordenadora da Central de Mandados e Cartas Precatórias, Nabiha Monassa, os oficiais de justiça e os servidores vão ser treinados para se adequarem às mudanças que trarão benefícios tanto para o público externo quanto para o público interno. “O objetivo é ter instrumentos eficazes no cumprimento dos mais de 25 mil mandados que são expedidos, todos os meses, pelas varas do Tribunal de Justiça do Amazonas”, frisou Nabiha.

O coordenador de Fiscalização e Auditoria de Sistemas do TJAM, Eduardo Pinheiro, disse que as mudanças vão reduzir o trabalho humano, assim como a impressão de relatórios de remessa para assinar. Segundo ele, o novo modelo também ajuda no controle dos mandados, pois ficam todos acessíveis nas filas de trabalho, não dependendo da emissão de relatórios para procurar pendências.


Fonte: TJAM



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes