Conectando o Amazonas

Polícia Civil prende feirante pelo estupro de criança de 11 anos

Na manhã desta quarta-feira (26/6), a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), falou durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da especializada, sobre a prisão, em flagrante, do feirante Wanderley Pires dos Santos Júnior, 26, por estupro de vulnerável que teve como vítima uma estudante do Ensino Fundamental de 11 anos. O infrator foi preso no início da tarde de terça-feira (25/6), por volta de meio-dia, na casa dele, situada no bairro Cidade de Deus, zona norte da capital.

Conforme a autoridade policial, Wanderley conheceu a vítima por meio de um aplicativo de jogo on-line. Na tarde do último domingo (23/6), o infrator e a vítima marcaram um encontro no Terminal de Integração 3 (T3), no bairro Cidade Nova, zona norte, momento em que a criança saiu da casa onde mora, localizada na segunda etapa do bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital, sem informar à família para onde iria.

A mãe da menina, ao notar o sumiço da garota, foi até a DEPCA, onde registrou Boletim de Ocorrência (BO) relatando o desaparecimento da filha. A delegada explicou que quando a menina retornou para a casa da família, no dia seguinte ao desaparecimento, foi conduzida à especializada, onde foi ouvida em Termo de Declaração.

“Na delegacia, a criança relatou que conheceu o infrator no início de maio deste ano e passou a trocar mensagens com ele, por meio de um jogo on-line. No último domingo, eles marcaram um encontro. A menina saiu da casa dela enquanto a mãe dormia no final da tarde. Na ocasião, solicitou um carro por meio de um aplicativo de transporte e foi encontrar Wanderley no T3. Eles passaram mais de 24 horas juntos. A partir disso, a equipe da DEPCA passou a levantar as informações e fazer diligências para identificar o infrator”, explicou Coelho.

A titular da DEPCA informou que, após a prisão do feirante, ele confessou, durante depoimento, ter mantido relações sexuais com a menina. “Ele admitiu ter mantido relação sexual com a criança. No início das conversas, ela teria falado para ele que tinha 15 anos, mas depois tem conversas em que admite ter 11 anos. Ele mesmo encerrou o interrogatório dizendo que ela não tinha corpo com feição física de uma adolescente de 15 anos. Então ele era sabedor da idade da menina, sabedor que estava cometendo um crime”, pontuou a delegada.

Flagrante – Wanderley foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis na especializada, ele será levado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade.

Orientação –
Durante a coletiva, Joyce Coelho destacou que é mais um caso de uma criança que se comunica com uma pessoa adulta, por meio de um perfil de rede social. A autoridade fez um alerta aos pais ou responsáveis sobre os cuidados com crianças e adolescentes.

“O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) recomenda que os cuidados com crianças e adolescentes são responsabilidade de todos. A família é o primeiro órgão de proteção, em seguida a sociedade, que também é responsabilizada pela proteção integral da criança. Os familiares precisam monitorar as atividades dessas crianças, principalmente, com as facilidades da Internet. Então, todos nós temos responsabilização, até mesmo quem veicula notícias dizendo termos pejorativos pela vítima, porque temos que manter integridade moral dessa criança”, concluiu Coelho.


Foto: Erlon Rodrigues / PC-AM



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes