Seduc-AM realiza avaliação diagnóstica preparatória para o Saeb

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) realizou, nesta terça-feira (4), em 590 escolas da rede estadual, uma avaliação diagnóstica de preparação para o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Cerca de 125 mil alunos do Amazonas participaram da atividade, que respeitou os três turnos escolares: matutino, vespertino e noturno.

O diretor do Departamento de Políticas e Programas Educacionais (Deppe) da Seduc-AM, Nilton Carlos Teixeira, visitou a Escola Estadual Lucinda Felix de Azevedo (rua 52, Japiim) para acompanhar a aplicação do exame e destacou a importância da ação da secretaria.

“Toda avaliação serve da base para muitas melhorias no ensino e, para nós da Seduc-AM, isso é uma tendência natural. Quando o resultado final é divulgado, todas as escolas que alcançarem seus índices vão trabalhar ainda mais para melhorar os resultados e as escolas que, por ventura, não obtiverem bons desempenhos terão especial atenção da secretaria, recebendo intervenções para melhoria”, ressaltou o diretor do Deppe.

A prova de múltipla escolha foi aplicada simultaneamente aos estudantes dos 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio e englobou conteúdos de Matemática e Português - as mesmas matérias avaliadas pelo Saeb, previsto para acontecer entre os dias 14 e 25 de outubro deste ano.

De acordo com Nilton, o resultado na avaliação diagnóstica refletirá a forma como o aluno está aprendendo. “Isso nos serve sempre como um direcionamento de como está a educação na rede estadual e, dependendo do que for diagnosticado, serão criadas estratégias de correção e consequentemente ações pedagógicas”, encerrou.

Após a avaliação dos rendimentos, a secretaria iniciará ações pedagógicas com o objetivo de aumentar os índices dos estudantes amazonenses no Saeb.

Metas - Gestora da Escola Estadual Lucinda Felix de Azevedo, Klyssia Pinto afirma que a unidade de ensino costuma se reunir com pais e professores para estipular metas aos alunos, no Saeb. Neste ano, ela espera que os estudantes alcancem a média de 5,5 - a pontuação atual é de 5,2, do 6º ao 9º ano.

“A meta é construída em conjunto com os pais que, inclusive, discutem conosco os desempenhos. Incentivamos que eles se envolvam com os conteúdos, em casa, juntamente com os alunos”, destacou Klyssia.

“Esse diálogo faz, também, com que os nossos professores se sintam mais valorizados e orgulhosos. Ao despertarmos o interesse deles [professores] em alcançar essas metas, eles começam a pensar ‘além’ e a estipular, eles próprios, novos objetivos para serem alcançados”, completou a gestora.

Sobre o Saeb - O Saeb, ou Sistema de Avaliação da Educação Básica - de responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) -, é um sistema composto por três avaliações externas aplicadas em larga escala com o objetivo de diagnosticar a Educação Básica do Brasil. Ele acontece a cada dois anos, em anos ímpares.

Em 2017, o Amazonas não entrou na média nacional em Matemática e Português. Na matéria de exatas, o Estado registrou 246,8 pontos em uma escala que varia de 0 a 500 - enquanto a média brasileira é de 270. Em Língua Portuguesa, a nota do Amazonas ficou 19 pontos abaixo da média nacional, com 249 pontos.

Fotos: Drance Jesuz/SEDUC



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes