Conectando o Amazonas

Lava Jato salvou a Petrobras, diz presidente da estatal

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, utilizou o exemplo da estatal de petróleo venezuelana PDVSA para criticar as antigas gestões da companhia brasileira, que, segundo ele, foi roubada “por uma organização criminosa”.

Segundo o jornal Estadão, na tarde desta quinta-feira (25), na sede da Justiça Federal, em Curitiba, Castello Branco declarou: “A Operação Lava Jato salvou a Petrobrás de se transformar numa PDVSA, Petróleo de Venezuela SA. PDVSA há 20 anos atrás era uma companhia de petróleo saudável, país que tem as maiores reservas de petróleo do mundo, produzia 4 milhões de barris diários de petróleo e tinha 30 mil funcionários. Hoje a PDVSA produz quando muito 400 mil barris diários e tem 150 mil empregados.”

A declaração foi proferida durante ato simbólico de devolução à estatal de R$ 424,9 milhões recuperados pela Operação Lava Jato.

Castello Branco também afirmou que a empresa foi “roubada”: “A Petrobras é uma companhia forte, saudável, com bons padrões de governança, com integridade, buscando sempre se aperfeiçoar e fortemente comprometida a recuperar cada centavo que foi roubado por uma organização criminosa composta por políticos corruptos que eu chamo de capitalistas inimigos do capitalismo.”


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes