Conectando o Amazonas

Manejadores florestais produzem mais de 3,4 mil metros cúbicos de madeira licenciada ao ano

O Amazonas possui mais de 850 manejadores de madeira assistidos pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) por meio da legislação estadual de Manejo Florestal Sustentável em Pequena Escala (PMFSPE). A atividade faz parte dos 21 projetos prioritários incentivados pelo Governo do Amazonas que serão desenvolvidos em 23 municípios com potencial para atividade.

Por ano, a produção de madeira registra cerca de 3.440,8m3 em tora licenciada, mas a demanda do setor de pequenos empreendimentos florestais madeireiros do interior do Estado é de aproximadamente 120.000m³. Apesar do direcionamento da atividade ser voltado para pequenos extrativistas, o Idam elaborou o projeto visando incentivar o aumento da produção e produtividade madeireira respeitando a legislação ambiental.

O projeto coordenado pela gerente de Apoio à Produção Florestal Madeireira do Idam, a engenheira florestal Cristina Zulma Escate Lay, tem como objetivo aprimorar a cadeia da madeira manejada no Estado com melhorias no serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). “Vamos trabalhar todas as etapas da cadeia produtiva, desde a produção à comercialização. Além disso, a capacitação da equipe técnica nesses municípios será intensificada para melhorar os processos já desenvolvidos e replicar boas práticas já executadas pelo Idam em municípios com potencial para atividade como Boa Vista do Ramos”, destacou a engenheira.

Área de abrangência - Além de Boa Vista do Ramos, o Projeto Prioritário para o Aprimoramento da Cadeia da Madeira Manejada no Estado do Amazonas contempla os municípios de Atalaia do Norte, Barreirinha, Caapiranga, Carauari, Codajás, Fonte Boa, Juruá, Jutaí, Manacapuru, Manicoré, Maués, Nhamundá, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Pauini, Santo Antônio do Içá, São Sebastião do Uatumã, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tapauá e Tefé.

Segundo a chefe do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Florestal do Idam, a engenheira florestal Nadiele Pacheco, Boa Vista do Ramos é um município assistindo pelo Idam desde 2007 e vem apresentando resultados positivos com relação à aprovação e execução dos planos de manejo. Nadiele explica que a vocação para atividade florestal, tradição no uso da floresta e o potencial da área a ser manejada são requisitos imprescindíveis para a boa condução do manejo.

Assistência técnica - Durante todas as fases do processo de elaboração e execução dos planos de manejo, o Idam tem utilizado métodos participativos para construir um conhecimento partilhado sobre a cadeia de valor da madeira.

Segundo Nadiele, a realização de oficinas, cursos, palestras e reuniões são fundamentais para apresentar e construir um entendimento sobre o manejo florestal em pequena escala, além de capacitar os detentores de planos de manejo para a exploração florestal e ainda promover o debate sobre as atividades que serão desenvolvidas.


Fotos: Divulgação /Idam




Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes