Conectando o Amazonas

Túmulos vazios no Vaticano elevam mistério sobre jovem desaparecida

Os túmulos de duas princesas mortas no século 19 foram abertos nesta quinta-feira (11). As sepulturas localizadas no Vaticano estavam completamente vazias.

A esperança com a operação era encontrar os restos de uma adolescente desaparecida misteriosamente em Roma há 36 anos.

As covas do pequeno Cemitério Teutônico, na Cidade do Vaticano, foram abertas a pedido da família de Emanuela Orlandi.

O sumiço de Orlandi é um dos mistérios modernos mais longevos da sede da Igreja Católica.​

Ela era a filha de 15 anos de um funcionário da Santa Sé e sumiu em 1983, quando ia para uma aula de música. A ideia era testar o DNA dos ossos que pudessem ser encontrados.

No ano passado, os familiares de Orlandi receberam uma carta anônima afirmando que a garota poderia estar enterrada lá.

Com base na correspondência, o advogado da família apresentou uma petição ao Vaticano, que aceitou o pedido da abertura das covas.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes