Veja e Intercept formalizam parceria contra o ministro Moro

Em reportagem assinada pelo ativista norte-americano Glenn Greenwald, a revista Veja usa material obtido ilegalmente para atacar o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, por sua atuação durante o período em que trabalhou como juiz da Operação Lava Jato.

A última edição da Veja — publicada nesta sexta-feira (5) — traz como matéria de capa um texto produzido em parceria com o site panfletário Intercept, com base no acervo de supostas mensagens privadas trocadas entre Moro e integrantes do Ministério Público Federal.

Durante duas semanas, jornalistas da Veja e do Intercept selecionaram os diálogos presentes na reportagem que, segundo a revista, “é a primeira em parceria” com o site de Greenwald.

A revista afirma que “pela leitura do material, fica evidente que as ordens do então juiz eram cumpridas à risca pelo Ministério Público e que ele se comportava como parte da equipe de investigação, uma espécie de técnico do time”.

Ainda de acordo com a Veja, as mensagens obtidas através de um ataque cibernético contra autoridades brasileiras revelam de “forma cabal como exorbitava de suas funções de juiz, comandando as ações dos procuradores na Lava Jato”.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

Postagem em destaque

Josué participa do EcoFestival e anuncia recursos para alavancar turismo em Novo Airão

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, anunciou neste sábado (16) que destinará R$ 1 milhão em emendas pa...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes