Após debates e formação de novo conselho, titular da Sejel encerra participação no Fórum Nacional de Secretários de Esportes

Após dois dias de debates, proposituras de ações e discussões de políticas públicas voltadas ao esporte, chegou ao fim o Fórum Nacional dos Secretários e Gestores Estaduais de Esporte e Lazer (Fonseel) 2019. No evento, realizado nos dias 21 e 22 deste mês, em São Paulo, e que reuniu gestores das Secretarias de Esportes de todo o Brasil, o titular da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), Caio André de Oliveira, realizou uma apresentação dos projetos desenvolvidos pela pasta no Amazonas e que poderiam ser fomentados pelo Governo Federal, além de trocar experiências com titulares de outras secretarias.

Também estiveram no encontro os secretários executivos adjuntos da Sejel Adérito Penafort Júnior e Roberto Folhadela, em que ficou definido que o próximo encontro será realizado em outubro, na cidade de Salvador, na Bahia, durante os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). Para o secretário estadual de esportes, Caio André, o fórum foi de fundamental importância, principalmente por conta do intercâmbio de ideias e projetos apresentados, desenvolvidos atualmente com criatividade, por conta da escassez e arrocho orçamentário pelo qual passa país.

“A estrutura de esporte do Governo do Amazonas possui várias semelhanças comparado aos outros estados do Norte e Nordeste do Brasil. Mostramos e também cooptamos vários projetos que esses estados desenvolvem em parceria com outras pastas e até com iniciativa privada. E assim deveremos trazer esses exemplos para o nosso estado, sempre buscando soluções inteligentes e baratas para desenvolver o esporte amazonense, sendo ele de base, estudantil ou mesmo de alto rendimento”, afirmou.

Prioridades - Ao longo das atividades do Fórum, surgiram manifestações coletivas que podem beneficiar o esporte em todo o país. Dessa forma, os secretários presentes definiram algumas pautas conjuntas que devem ser trabalhadas entre secretarias estaduais, Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, Congresso Nacional e demais entidades ligadas ao tema, de forma prioritária.

Entre as propostas estão a revisão urgente da divisão das verbas provenientes das Loterias Federais para o setor, assegurando mais recursos para as secretarias estaduais; o encaminhamento do Plano Nacional do Desporto ao Congresso Nacional e início das discussões do sistema; a implantação do programa Estação Cidadania, do Governo Federal, prioritariamente por meio das secretarias estaduais; a revisão do contingenciamento da Secretaria Especial do Esporte, assegurando a manutenção dos programas federais; a implantação de cronograma acerca dos editais para adesão aos programas esportivos; e a manutenção dos contratos de patrocínios das empresas estatais a diversas modalidades esportivas.

Troca de experiências e união – Para o secretário da Sejel, mais do que uma troca de experiências, o Fórum serviu para mostrar a importância da união dos estados para que o esporte possa ter um futuro promissor. “Foram dois dias de muito aprendizado. Pude ver um sentimento coeso de socorro ao esporte, que era compartilhado por todos os que ali estavam. Infelizmente, perdemos um Ministério e recursos federais de um montante substancial. A Secretaria Nacional de Esportes é a menor em relação às demais pastas do Governo Federal, sem contar o contingenciamento sofrido por eles e que é algo de uma importância financeira e orçamentária sem igual”, explicou.

Para ele, todas essas reduções orçamentárias fizeram com que o esporte no Brasil esteja com o “pires na mão”, não sendo diferente no Amazonas. “Temos um secretário nacional, o general Décio Brasil, que é uma pessoa realmente ligada ao esporte, com um conhecimento sensacional e que está de portas abertas. Fizemos uma troca de experiências e ele percebeu o quão importante são as secretarias estaduais para que façamos este movimento em Brasília, com o Congresso nacional”.

O secretário destacou, ainda, que o aumento nos investimentos proporcionará que o Amazonas execute grandes projetos, beneficiando não apenas atletas, mas a sociedade de modo geral, destacando a importância da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte e ressaltando que a proposta será levada ao governador Wilson Lima e, em seguida, à Assembleia Legislativa do Estado (Aleam).

Eleição - Durante as atividades do Fórum, o Conselho Nacional de secretários de esporte foi formado. O novo presidente e secretário Estadual de Esportes de São Paulo, Aildo Ferreira, ressaltou a importância do encontro. “É fundamental que os secretários tenham um espaço para se comunicar e trocar ideias, avançando cada vez mais na gestão esportiva em todos os cantos do país. Tenho certeza que vamos trabalhar unidos para implantar, de fato, uma cultura esportiva no Brasil”, finalizou.


Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes