Ministro da Educação lamenta assassinato de funcionária

O Ministério da Educação divulgou nota, na tarde desta segunda-feira (26), lamentando a morte da funcionária terceirizada Letícia Sousa Curado, 26 anos.

No órgão, a jovem cobria um servidor que estava de atestado na Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), realizando serviço de apoio jurídico.

O cadáver estaria dentro de uma manilha perto da fábrica de sementes Pioneer, na DF-250. O cozinheiro Marinésio dos Santos Olinto, 41 anos, é o único suspeito. Ele confessou o assassinato e levou policiais até o local onde o corpo de Letícia estava, informa o site Metrópoles.


O órgão do MEC prestou solidariedade e apoio à família da vítima, amigos e colegas de trabalho.

“O ministro da Educação, Abraham Weintraub, considera o crime bárbaro e inaceitável, e confia no trabalho das forças policiais e do Poder Judiciário para que o culpado seja punido”, citou.

Na rede social Twitter, Weintraub também comentou o caso:






Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes