Salvini veta outro navio de ONG de desembarcar na Itália

O vice-premiê e ministro do Interior, Matteo Salvini, assinou, nesta terça-feira (27), um decreto que impede o ingresso do navio Eleonore, de bandeira alemã, em águas da Itália.

A embarcação, que pertence à ONG Lifeline, disse estar transportando 101 imigrantes ilegais que estavam a bordo de um bote que afundou na costa da Líbia.

O prefeito de Lampedusa, Totò Martello, afirmou que a ilha foi abandonada pelas autoridades italianas e enfrenta uma série de problemas, como superlotação nos centros de acolhimento.


“Estamos abandonados e acredito que isso seja uma escolha das autoridades. Assim, cria-se o caos e depois a culpa recai sobre nós”, ressaltou Martello.

Segundo ele, o centro de acolhimento de Lampedusa está com 182 pessoas, incluindo 21 menores de idade quase o dobro da capacidade máxima da estrutura, informa a agência ANSA.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes