SIMPÓSIO - ​Inovação é debatida ​para fortalecimento das Ouvidorias

O primeiro painel de debates do 3º Simpósio Nacional de Ouvidorias promovido pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) nesta quinta-feira (22) teve como foco das discussões a inovação das Ouvidorias para ferramenta de efetividade do serviço público.

O painel foi mediado pela superintendente da Controladoria-Geral da União no Amazonas (CGU), Mona Liza Prado Benevides Ruffeil, que agradeceu o convite do ouvidor-geral do TCE e coordenador do Simpósio, conselheiro Érico Desterro.

“É com imensa alegria que eu retorno ao Tribunal de Contas do Amazonas, quero agradecer o convite do ouvidor-geral, conselheiro Érico Desterro, pela parceria junto a esse trabalho realizado”, disse a superintendente.

Participaram das discussões o corregedor-geral União, Gilberto Waller Júnior; o fundador e diretor-executivo da OMD, Mario Nelson Alves, e coordenador da Ouvidoria do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), Virgílio Freire Filho.

As discussões iniciaram com o corregedor-geral da União, Gilberto Waller Júnior, que abordou a temática “Inovação como ferramenta da efetividade do serviço público”. O corregedor-geral falou sobre o avanço da tecnologia e como os trabalhos são desenvolvidos nas Ouvidorias, segundo dados da CGU.

O corregedor apresentou como obter a efetividade do trabalho, focando na projeção de processos, automação de ações repetidas, além da abertura de canais adequados para o perfil do interlocutor e ainda integração de dados.

O fundador e diretor-executivo da OMD, Mario Nelson Alves, apresentou como a organização tem atuado para contribuir com as Ouvidorias em todo país.

“As ouvidorias têm o propósito que é transformar toda a demanda de reclamações críticas e denúncias dos cidadãos em ações de melhorias da organização então. Tendo esse propósito a Ouvidoria deve trabalhar arduamente na gestão dessas manifestações e na interação com as áreas responsáveis pelos assuntos demandados de forma que cada assunto, cada reclamação seja transformada em uma ação de melhoria”, disse o diretor.

O coordenador da Ouvidoria do TCE-CE, Virgílio Freire Filho, falou sobre a atuação da Ouvidoria junto à sociedade civil organizada. Segundo ele, as ações devem ser desenvolvidas para dar respostas a uma sociedade mais crítica. Ele abordou, ainda, ações para educação continuada e parcerias entre os Poderes, especialmente os Legislativos, para o efetivo controle social.

Programação - À tarde a programação segue com oficinas técnicas simultâneas com a participação de técnicos da CGU, da Controladoria Geral do Estado (CGE), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da OAB-AM.

Na sexta, as discussões terão como eixo a governança pública em um painel mediado pelo ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, com a presença do ouvidor-geral da União Adjunto, Fábio do Valle Valgas da Silva; do consultor de Governança e Compliance, Daniel Lança; e do ouvidor do TCE-PR, Patrick Machado.


Fotos: Ana Cláudia Jatahy



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes