Tendencioso, Macron interferiu na Amazônia com imagem de fotógrafo morto em 2003

O presidente da França, Emmanuel Macron, utilizou a rede social Twitter, na tarde desta quinta-feira (22), para, em tom alarmista, declarar uma “crise internacional” na região amazônica por causa de incêndios de grandes proporções, principalmente na Bolívia e Brasil.

Macron chegou a incluir a situação na Amazônia como um assunto de “emergência” a ser debatido na cúpula do G7, que acontecerá nos próximos dias. Bolsonaro rebateu o comentário do francês algumas horas depois, dizendo que ele “evoca mentalidade colonialista descabida no século XXI“.

A foto usada no Twitter por Macron para falar sobre a suposta disparada no número de queimadas na Amazônia no governo Bolsonaro não é atual, como noticiou a RENOVA.

A imagem foi feita por Loren McIntyre, fotógrafo da revista National Geographic que morreu em 2003, nos Estados Unidos, e dá nome a uma lagoa no Peru que é uma das nascentes do rio Amazonas.

Ao rebater o presidente francês na rede social Twitter, Bolsonaro fez menção ao assunto, dizendo que Macron estava “apelando até para fotos falsas”.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes