Pais acusados de abandonar anã se apresentam à Justiça

Kristine e Michael Barnett, antigos pais adotivos de Natalia Grace, compareceram ao tribunal, na última sexta-feira (27), pela primeira vez. Eles negaram acusações de negligência por deixá-la quando se mudaram para o Canadá.

Apesar do que os antigos responsáveis por Natalia disseram, os promotores do caso acreditam que a verdadeira idade real da anã não é crucial. Seus antigos pais adotivos ainda podem ser condenados por abandonar um adulto com deficiência mental ou física, de acordo com a lei do estado de Indiana, nos EUA. As informações são do jornal Daily Mail.

A promotoria disse ainda que Kristine e Michael alugaram um apartamento para a filha adotiva, que tem uma forma rara de nanismo, e depois interromperam todo contato com ela quando se mudaram para o exterior, em 2013.

De acordo com os documentos de acusação, a ucraniana Natalia era filha menor e ‘dependente’ do casal quando foi deixada sozinha na cidade de Lafayette, em Indiana

Kristine, que tem 45 anos, disse que Natalia era na verdade um adulto, que fingia ser criança por causa de uma doença psiquiátrica grave. Ela insistiu que sua família foi a verdadeira vítima, tendo sido enganada em adotar um adulto sociopata em 2010, quando todos acreditavam se tratar de uma menina de 6 anos de idade.

Os Barnetts, que desde então se divorciaram, admitiram deixá-la para trás e se mudar para o Canadá para que seu filho mais velho, Jacob, que é autista e também um prodígio da física, pudesse frequentar a universidade no outro país.

Michael e Kristine disseram ainda que quando partiram, Natalia já era legalmente considerada adulta, uma vez que eles conseguiram uma ordem judicial de emergência em 2012 que revisou sua idade de oito para 22 anos, sob o conselho de médicos especialistas.

Kristine parecia pálida e ansiosa ao comparecer perante a Justiça ao lado do também réu, Michael. Eles apareceram juntos no Tribunal de Tippecanoe.

A mulher se recusou a responder perguntas dos repórteres quando chegou, dizendo repetidamente ‘sem comentários’. Ela balançou a cabeça e aparentou chorar quando o magistrado Daniel J. Moore leu as duas acusações de negligência criminosa que, segundo ele, poderiam levar a uma pena de prisão máxima combinada de cinco anos e meio.

Já Michael parecia tranquilo e chegou a sorrir para a imprensa, apesar de se recusar a falar quando entrou no tribunal de mãos dadas com a nova parceira.

O advogado dele, Terrence Kinnard, recuou contra a promotoria, dizendo que iria apresentar uma moção pedindo que eles especifiquem se consideram Natalia uma criança ou simplesmente um adulto deficiente.

Atualmente, Natalia vive com uma nova família, que é cristã.


Fonte: pleno.news



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes