Após MPE e TRE atestar lisura na apuração, candidato ao Conselho Tutelar volta a ter votos alterados nesta quarta-feira (9)

O CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente confirmou nesta quarta-feira (9), que a polêmica eleição para o Conselho Tutelar está mantida e que o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) e o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) atestaram a lisura e transparência do processo de apuração. Até aí tudo bem, já que a apuração terminou às 2h de segunda-feira (7) e os votos de todas as zonas eleitorais já teriam sido computados; a sobrecarga no servidor (que travou o sistema e gerou a duplicidade em alguns casos), também já teria sido sanada.

O sobe e desce dos votos

O que o CMDCA precisa explicar agora é, como os votos do candidato Edmilson Lima que no domingo computava 501 votos e na segunda-feira (7) teria diminuído para 449, aumentou hoje, quarta-feira (9), para exatos 549, ou seja cem votos a mais do resultado final?

O que dá para perceber é que o voto ou os votos estão sofrendo alterações. O CMDCA não tem como afirmar que tem total certeza da lisura do pleito e a vontade popular encontra-se preservada nas urnas eletrônicas e nos Boletins de Urna (BUs), se o eleitor não sabe quais dos três resultados são verdadeiros: o 1º, antes do sistema travar; o 2º divulgado no término da apuração e que seguiu-se até terça-feira ou o de hoje?

Não dá pra comparar

Segundo a organização, a eleição foi realizada com o uso de urnas eletrônicas, nos moldes das eleições partidárias tradicionais, agregadas a um sistema de apuração e acompanhamento elaborado especificamente para as eleições dos conselhos tutelares pela equipe da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef). Ao comparar com as eleições partidárias, a organização esquece que o mesmo é bem maior que o do Conselho Tutelar, agrega centenas de candidatos e milhares de eleitores e mesmo assim, o TRE-AM divulga o resultado em poucas horas.

Com a palavra o CMDCA

Segundo release divulgado pela Prefeitura de Manaus, assim que a equipe de TI constatou a falha, imediatamente parou o processo de inserção de votos para validação do que já havia sido inserido no sistema, o que levou à redução do número de votos de alguns candidatos. Para maior segurança, a recontagem dos votos foi feita com o uso de QR Code. OK! Entendido. Agora expliquem essa nova movimentação nos votos do candidato Edmilson Lima?





Postar um comentário

Postagem em destaque

Crianças e adolescentes que vivem em unidades de acolhimento recebem presentes de Natal arrecadados pelo projeto Árvore Encantada

Cerca de 230 crianças e adolescentes, que estão hoje em oito unidades acolhedoras de Manaus, receberam na tarde da quarta-feira (04) os pr...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes