Chefe de Hong Kong cogita intervenção militar da China

Carrie Lam, chefe do Executivo de Hong Kong, alertou para a possibilidade de intervenção militar da China na região caso os manifestantes continuem protestando.

Em entrevista coletiva, nesta terça-feira (8), Lam declarou: “Ainda penso que nós mesmos devemos encontrar soluções, e esta também é a posição do governo central [da China]. Porém, se a situação ficar ‘tão ruim’, não poderemos descartar nenhuma opção.”

A chefe do Executivo disse que a constituição de Hong Kong prevê intervenção chinesa, mas não detalhou sob quais circunstâncias a ação poderia ocorrer, informa o jornal Gazeta do Povo.

Além disso, a líder de Hong Kong pediu a críticos em outros países que aceitem que os violentos protestos deixaram de ser “um movimento pacífico pela democracia”.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes