Confederação Israelita repudia declarações de Ciro contra judeus

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) condenou as declarações proferidas pelo ex-ministro Ciro Gomes nesta segunda-feira (7).

Em publicação na rede social Facebook, Ciro chamou empresas de Israel de “corruptas” e as relacionou ao suposto caixa 2 do Partido Social Liberal (PSL) na campanha eleitoral de 2018.

“Em mais uma manifestação preconceituosa, o ex-governador Ciro Gomes decidiu acusar ‘empresas corruptas’ de Israel por suposto financiamento ilegal da campanha do presidente Jair Bolsonaro”, reclamou Fernando Lottenberg, presidente da confederação, segundo o site Poder360.

Na nota desta segunda-feira, a Conib afirma que Ciro “já passou do limite” e pediu comprovação de suas acusações:

“Impressiona a recorrência de Ciro Gomes nesse tipo de afirmação quando se trata de Israel e da comunidade judaica brasileira. Mas tudo tem limite. E o ex-ministro já passou desse limite. Sugerimos a ele que diga quais são essas empresas e pessoas e apresente comprovação de suas acusações. Acusações abstratas e genéricas provam apenas a postura preconceituosa de Ciro e deslegitimam o pedido de desculpas que ele fez recentemente após suas declarações antissemitas”, diz o texto.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes