Contra tudo e contra todos: com arbitragem polêmica, Flamengo bate o Athletico-PR na Arena da Baixada

O Flamengo venceu o Athletico-PR na tarde deste domingo (13), pelo placar de 2 a 0, na Arena da Baixada, em jogo que contou com arbitragem polêmica. O árbitro principal, Bráulio da Silva Machado, anulou uma penalidade do Rubro-Negro carioca logo no início da partida e também foi contestado depois de amarelar Everton e Bruno Henrique, que estavam pendurados.

Com a vitória, o clube da Gávea permanece com oito pontos da vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. A equipe comandada por Jorge Jesus volta a campo na próxima quarta-feira (16), para enfrentar o Fortaleza.

O JOGO

Apesar de começar a pressionar na saída de bola, o Flamengo não iniciou a partida com a intensidade vista nas últimas partidas da equipe. O Athletico, adversário desta tarde, conseguia anular bem as ações ofensivas do time. Ainda assim, foi o Rubro-Negro carioca quem chegou com muito perigo pela primeira vez.

O lance, aos 17 minutos, levou a uma grande polêmica. Lucas Silva recebeu pela direita, invadiu a área, passou pelo marcador e foi derrubado. O pênalti foi marcado imediatamente por Bráulio da Silva Machado. No entanto, depois de revisão na cabine do VAR, o árbitro voltou atrás e anulou a penalidade, revoltando a equipe carioca e torcida nas redes sociais.

Sem força no meio de campo, o Fla acabou surpreendido com lances de perigo do adversário. Após cobrança de escanteio aos 29, Thiago Heleno cabeceou por cobertura, e Diego Alves deu um tapa para evitar o gol.

O clube da Gávea até então era pressionado pelo Athletico, mas aos poucos conseguiu chegar mais ao campo de ataque para tentar abrir o placar, o que deu resultado aos 44 minutos. Depois de pressionar a saída de bola, Bruno Henrique fez o desarme na área, ficou cara a cara com o goleiro e não desperdiçou.

A segunda etapa foi marcada pela forte pressão dos curitibanos, que se mantinham com a posse de bola para tentar igualar o placar. O Flamengo vacilou na saída de bola, aos dois minutos, Thonny Anderson recuperou, fez a finalização, mas Diego Alves se agigantou para evitar mais um gol do Athletico.

O Rubro-Negro carioca somente foi respirar aos 28 minutos, quando chegou pela primeira vez ao ataque na etapa complementar. Apesar da marcação de impedimento, Arão e Everton trocaram passes no ataque, o camisa 7 invadiu a área e bateu para o gol. A bola acabou passando com muito perigo à esquerda do gol athleticano.

Mesmo com arbitragem polêmica e pressão do Athletico, o Fla foi cirúrgico para liquidar a partida no fim. Em cobrança rápida de lateral, Everton Ribeiro descolou passe de calcanhar para Renê, que cruzou por baixo na medida para Bruno Henrique completar para o fundo do gol.



Fonte: FlaNews



Postar um comentário

Postagem em destaque

Voluntários podem adotar cartinhas de crianças com pedidos de Natal, na Zona Leste

O Natal é tempo de alegria! O comércio se anima porque muitos querem comprar presentes para compartilhar entre amigos e família. Porém, ne...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes