Medalhista olímpico Sandro Viana realiza bate-papo com alunos de escola da zona rural de Manaus

Nesta terça-feira, 26/11, aproximadamente 120 alunos da escola municipal Padre Calleri, na zona rural de Manaus, localizada no km 13 da BR-174 (Manaus – Boa Vista), tiveram uma aula diferente. Os estudantes participaram de um bate-papo com o medalhista olímpico Sandro Viana, que falou sobre a conquista da medalha de bronze nas Olimpíadas de Pequim. Primeira escola de ensino integral na zona rural, a unidade integra a rede municipal de ensino, coordenada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

“O esporte é uma forma de educação e ensina lições incríveis de caráter, ética, disciplina e responsabilidade, por meio do desempenho físico. Toda vez que o esporte e a educação se unem eles sempre proporcionam grandes feitos e o que eu estou fazendo com isso é fortalecendo essa união”, explicou Sandro, durante o bate-papo com os jovens, sobre os valores que o esporte pode trazer para a vida.

Durante a conversa ele também abordou temas como ética e responsabilidade, por conta da maneira como conquistou a medalha olímpica. Nas Olimpíadas de 2008, a equipe brasileira que disputou o revezamento 4x100 metros, ficou em quarto lugar, mas em 2016, após a descoberta do doping de um dos atletas da delegação da Jamaica, que havia conquistado a medalha de ouro na competição, a equipe foi eliminada, e o time brasileiro herdou a medalha de bronze.

No entanto, o caminho para finalmente receber a medalha passou por três anos de espera. Até que no dia 31 de outubro deste ano, a equipe, formada por Sandro Viana, Bruno Lins, José Carlos Moreira (Codó) e Vicente Lenílson, recebeu a medalha, durante uma cerimônia realizada no Museu Olímpico, em Lausanne, na Suíça.

Sandro acrescentou que, como um representante máximo do esporte brasileiro, sempre teve o intuito de não só representar o Amazonas como atleta, mas de difundir a cultura amazonense por meio do esporte. “Também quero que o máximo de pessoas da nossa sociedade tenha acesso a um legado como esse, de se tornar um medalhista olímpico, porque é um feito histórico para o Amazonas”, completou.

Para o professor de educação física da escola, Dirceu Gonçalves, um dos articuladores da visita do atleta à unidade de ensino, a importância de Sandro no ambiente escolar foi a de incentivar o esporte e de falar sobre os benefícios que uma vida esportiva pode trazer para as crianças.

“A experiência do Sandro e o sucesso da vida dele pode contribuir na vida dessas crianças. Ele demonstrou o exemplo do esporte, do que aconteceu para ele ganhar a medalha e a gente aproveita essa história para mostrar aos alunos a importância de sempre falar a verdade e respeitar as regras do esporte e da sociedade. Hoje esses alunos tiveram, além de tudo, uma aula de cidadania”, destacou Dirceu.

Inspiração

A presença de Sandro na escola serviu de inspiração para muitos estudantes, que fizeram muitas perguntas para ele sobre a vivência no esporte, as competições que participou e sobre algumas curiosidades. Uma dessas alunas foi Jaiane da Silva, 10, do 5º ano. Ela contou que ao saber da visita do atleta, pesquisou sobre a vida dele e sentiu orgulho de saber que ele representou o Estado tão bem em diversas competições importantes.

“Quando eu soube que ele vinha, cheguei em casa e fui logo pesquisar sobre a vida dele, então eu cheguei aqui muito empolgada, tanto que não consegui nem dormir de tanto imaginar que eu ia conhecer uma pessoa tão legal como ele. Isso é um orgulho e um prazer e está sendo muito gratificante. Ele é um exemplo de que para conquistar algo, temos que lutar e eu me inspiro muito nele e posso ter um futuro tão brilhante quanto o dele”, declarou.

Por conta do ótimo resultado na Avaliação de Desempenho do Estudante (ADE), o aluno Allan Ezequiel dos Santos, 10, ganhou a oportunidade de colocar a medalha em Sandro. “Eu não imaginei que meu desempenho escolar fosse me levar a isso. Foi muito gratificante abraçar e encontrar com ele. Desejo isso a todos e essa é uma experiência que vou levar para o resto da minha vida na memória”, finalizou Allan.


Fotos - Eliton Santos / Semed



Postar um comentário

Postagem em destaque

Voluntários podem adotar cartinhas de crianças com pedidos de Natal, na Zona Leste

O Natal é tempo de alegria! O comércio se anima porque muitos querem comprar presentes para compartilhar entre amigos e família. Porém, ne...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes