Irã fala em vingança após ataque que matou general

O líder da Revolução Islâmica do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, disse nesta sexta-feira (3) que os responsáveis pelo assassinato do general Qasem Soleimani sofrerão uma “dura vingança”. O oficial faleceu após um ataque em Bagdá, no Iraque, ordenado pelo presidente norte-americano Donald Trump.

Soleimani era comandante da Força Quds dos Guardiães da Revolução Islâmica (IRGC). Em comunicado divulgado pela mídia oficial persa, o aiatolá culpou o “povo mais cruel do mundo” pelo assassinato do comandante “honrado, que lutou bravamente por anos contra os males e bandidos do mundo”.

– Sua morte não interromperá sua missão, mas os criminosos que mancharam as mãos com o sangue do general Soleimani e outros mártires no ataque da noite de quinta-feira devem esperar uma dura vingança – afirmou o líder.

O general Soleimani era o responsável pelas operações fora do Irã dos Guardiães da Revolução Islâmica e esteve presente na Síria e no Iraque, supervisionando as milícias apoiadas por Teerã, Irã, nos dois países árabes.

TERCEIRA GUERRA MUNDIAL

O aumento da tensão entre os Estados Unidos e Oriente Médio acendeu um alerta mundial de ameaça à paz. Rumores mais alarmistas já citaram uma “terceira guerra mundial”, apesar de a probabilidade de o embate chegar a essa consequência ser baixa.


*Com informações da Agência EFE

Foto: EFE/EPA/Abedin Taherkenareh
Fonte: pleno.news




Postar um comentário

Postagem em destaque

CUIDADO | Carro preto ataca em Manaus e sequestra criança de 2 anos

O sequestro do menino Erlon Gabriel, de apenas 2 anos, está deixando a sociedade amedrontada e toda a polícia mobilizada para conseguir de...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes