Polícia Civil prende mais um envolvido no latrocínio do sargento reformado da PMAM

Policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), sob coordenação do delegado Aldeney Goes, titular da especializada, cumpriram na manhã desta sexta-feira (03/01), por volta das 8h, mandado de prisão preventiva em nome de Fernando Nalberto da Incarnação, 18, pelo envolvimento no latrocínio do sargento da Reserva da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Ronaldo Ferreira Correa Brito, que tinha 61 anos, ocorrido em dezembro de 2019.

De acordo com a autoridade policial, o infrator foi preso nas dependências da sede da DERFD. A ordem judicial em nome de Fernando foi expedida no dia 21 de dezembro de 2019, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, no Plantão Criminal. Conforme as investigações, o crime teve a participação de pelo menos 10 pessoas. Na ocasião, a vítima estava trabalhando como segurança de um funcionário da feira, quando foi alvejada por disparos de arma de fogo, efetuados por integrantes do grupo criminoso.

“Cada infrator desempenhou uma função no delito, sendo que Fernando foi o responsável por conduzir a motocicleta em que os dois infratores que efetuaram os tiros empreenderam fuga. O condutor da moto compareceu na sede da especializada para prestar depoimento acerca do crime, mas como já havia um mandado de prisão em aberto no nome dele, o mesmo recebeu voz de prisão”, explicou o titular da DERFD.

Crime – O delito ocorreu na manhã do dia 19 de dezembro do ano passado, em uma feria municipal, situada no bairro Japiim, na zona sul da capital. Outros sete envolvidos na ação criminosa já foram presos ao longo das últimas semanas: Alessandro Peres da Silva, 32; Charles da Silva Farias, 33; Cristiano Silva dos Santos, 23; Dennis Neves dos Santos, 36; Dane Marcio Gonçalves da Gama; Wagner Nascimento de Oliveira Júnior, 25, e Wenceslau Rodrigues Filho, 61.

As investigações dão conta que, na ocasião do delito, Charles estava armado, realizando a cobertura da quadrilha. Além do dinheiro, a arma de fogo da vítima também foi roubada. Ao consumar o delito, uma parte do grupo criminoso que monitorava a ação fugiu em um veículo conduzido por Dennis, que atuava como motorista de aplicativo de transporte urbano. Eles se esconderam na residência de Alessandro, onde foi repartido o dinheiro subtraído da vítima.

“As investigações indicam que o crime foi premeditado. O intuito era roubar o dinheiro de cobranças que estavam sendo feitas pelo funcionário da feira que a vítima realizava a segurança. Após cometerem o assassinato de Ronaldo, os criminosos empreenderam fuga do local levando cerca R$ 8,6 mil em espécie, além da arma da vítima”, explicou o titular da especializada.

Procedimentos – O jovem foi indiciado por latrocínio. Depois dos procedimentos na sede da DERFD, ele será encaminhado para a audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, situado no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

Denúncias – Com a prisão de oito infratores, dois continuam foragidos: Neury Costa de Alencar e um indivíduo que ainda não foi identificado.

“Quem puder colaborar com informações sobre a identificação e localização dos suspeitos, entrar em contato por meio do número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu o titular da especializada.


Foto: Divulgação/PC-AM



Postar um comentário

Postagem em destaque

CUIDADO | Carro preto ataca em Manaus e sequestra criança de 2 anos

O sequestro do menino Erlon Gabriel, de apenas 2 anos, está deixando a sociedade amedrontada e toda a polícia mobilizada para conseguir de...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes